Cozinhar pode te salvar da ansiedade e depressão; Saiba mais


A culinária é uma mistura de arte, técnica e criatividade. Escolher os ingredientes com carinho, cortá-los, temperá-los e combiná-los para que resultem em pratos incríveis. Tudo isso pode ser uma ferramenta poderosa para desenvolver habilidades necessárias no dia a dia. É comum existir uma forte relação emocional entre quem cozinha e o preparo das refeições. Essa é a definição da cozinha terapêutica, uma aliada para combater problemas como o estresse, a ansiedade e até depressão. 

Cozinha terapeutica - Reprodução - Getty Images
Cozinha terapêutica – Reprodução – Getty Images

 

De acordo com um estudo publicado no The Journal of Positive Psychology, cozinhar está entre a lista de atividades criativas que ajudam a combater a depressão e a ansiedade. A pesquisa foi resultado de uma parceria entre as universidades de Otago (Nova Zelândia), Carolina do Norte e Minnesota (EUA). A gastronomia é responsável por promover o bem-estar e o autoconhecimento. 

Nos EUA existem terapias recomendadas por profissionais da saúde psicológica que promovem cursos e atividades de cozinha pensados para pacientes com diferentes problemas. Esta atividade ajuda a combater a depressão e é um método eficaz contra o estresse e a ansiedade. É o caso do Programa Culinário da Newport Academy, em Bethlehem, Connecticut.  

Concentrar-se no preparo dos alimentos pode ser uma verdadeira forma de meditação. Andrea Levy, psicóloga e presidente da ONG Obesidade Brasil, diz que cozinhar envolve vários fatores: “Cozinhar é planejamento. É algo que a gente prioriza no tratamento da ansiedade. Então priorizar o que você vai colocar na comida, os temperos, a quantidade, tudo isso ajuda no planejamento de algo.” A especialista completa dizendo que a organização é uma das formas de deixar a pessoa menos ansiosa. “Desde as compras até a comida pronta na mesa pode ajudar a melhorar sua autoestima e ajudar na ansiedade”, garante.

Ato de cozinhar - Reprodução: Getty Images
Ato de cozinhar – Reprodução: Getty Images

 

Confira alguns dos benefícios da cozinha terapêutica:

Criatividade: Experimentar combinações de ingredientes, dar aquele toque especial em uma receita tradicional, tudo isso estimula seu lado criativo. São hábitos que lhe fazem ousar, se divertir e tornam essa tarefa cotidiana algo leve e prazeroso.

Dar tempo ao tempo: A cozinha nos ensina que tudo tem tempo para ser realizado e que precisa ser respeitado. 

Colaboração: É um trabalho em equipe. Dividir as tarefas, ajudar o outro no processo, estimula a colaboração e deixa uma boa sensação de algo construído coletivamente. 

No fim, cozinhar é um convite a desacelerar um pouco a vida e prestar atenção à sua volta. Cozinhar nos tira daquele estado mental de preocupações, previsões, medos, ressentimentos e todos os pensamentos que permitimos circular em nossa cabeça sem nem perceber. E você, já cozinhou hoje?