Uma receitinha de Lasanha de Berinjela muito saudável e deliciosa


Sem dúvida, nada traz mais lembranças felizes e momentos alegres do que uma boa refeição em família. E a receita de hoje é um verdadeiro tesouro que aprendi com minha mãe: Lasanha de Berinjela. Esta delícia é perfeita para qualquer ocasião e, além de saborosa, é uma opção mais leve e saudável comparada à tradicional lasanha de massa.

Como Surgiu a Receita de Lasanha de Berinjela

A história dessa receita é bastante simples. Minha mãe sempre gostou de inventar na cozinha e um dia decidiu substituir a massa da lasanha por fatias de berinjela. O resultado foi surpreendente! Desde então, a lasanha de berinjela se tornou um prato clássico em nossas reuniões de família, agradando a todos com seu sabor único e textura deliciosa.

Receita de Lasanha de Berinjela

Ingredientes

  • 3 berinjelas médias
  • 500g de carne moída (ou frango desfiado, para uma versão diferente)
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 cebola média picada
  • 400g de molho de tomate
  • 200g de queijo mussarela fatiado
  • 100g de queijo parmesão ralado
  • Azeite de oliva
  • Sal e pimenta a gosto
  • Manjericão fresco para decorar
Lasanha de Berinjela
Lasanha de Berinjela

Modo de Preparo

  1. Preparar a Berinjela: Lave as berinjelas e corte-as em fatias finas no sentido do comprimento. Salpique um pouco de sal e deixe-as descansar por cerca de 30 minutos para retirar o excesso de água. Depois, enxágue e seque bem com papel toalha.
  2. Refogar a Carne: Em uma panela, aqueça um fio de azeite e refogue a cebola e o alho até dourarem. Adicione a carne moída e cozinhe até que fique bem dourada. Tempere com sal e pimenta a gosto. Acrescente o molho de tomate e deixe cozinhar em fogo baixo por cerca de 10 minutos.
  3. Grelhar a Berinjela: Aqueça uma grelha ou frigideira grande com um fio de azeite e grelhe as fatias de berinjela até que fiquem macias e levemente douradas. Reserve.
  4. Montar a Lasanha: Em um refratário, espalhe um pouco do molho de carne no fundo. Em seguida, faça uma camada de berinjela, depois uma camada de carne com molho e, por cima, uma camada de queijo mussarela. Repita as camadas até que acabem os ingredientes, finalizando com uma camada de molho e queijo parmesão ralado.
  5. Assar: Leve ao forno preaquecido a 180°C por cerca de 30 minutos ou até que o queijo esteja derretido e dourado.
  6. Servir: Retire do forno e deixe a lasanha descansar por alguns minutos antes de servir. Decore com folhas de manjericão fresco.

Dicas de Preparo

  • Evite o Amargor: Salgar as fatias de berinjela antes de grelhar ajuda a tirar o amargor.
  • Camadas: Não exagere na quantidade de molho entre as camadas para evitar que a lasanha fique muito líquida.
  • Queijo: Experimente usar diferentes tipos de queijo para dar um sabor especial, como queijo provolone ou ricota.

Variedades da Receita

  • Vegetariana: Substitua a carne por uma mistura de legumes como abobrinha, cenoura e pimentão.
  • Vegana: Use queijo vegano e substitua a carne por proteína de soja texturizada.
  • Com Frango: Troque a carne moída por frango desfiado para uma versão mais leve.

Como Servir e Armazenar

A lasanha de berinjela é perfeita servida com uma salada verde fresca e um bom vinho. Para armazenar, deixe esfriar completamente e coloque em um recipiente hermético. Pode ser mantida na geladeira por até 3 dias ou congelada por até 3 meses. Para aquecer, basta levar ao forno ou ao micro-ondas até que esteja bem quente.

Aproveite essa deliciosa receita de lasanha de berinjela com sua família e crie momentos inesquecíveis ao redor da mesa!

Ideia para o almoço: receita de Madalena de Frango


Do tamanho perfeito para um grande almoço em família, a torta madalena se assemelha a um escondidinho. Em sua estrutura original, o prato consiste em uma fina camada de carne moída com tempero caseiro, coberta por uma generosa camada de purê de batata. 

Contudo, o AnaMaria Receitas te ensina o preparo substituindo a carne moída por frango. Achou interessante? Então acompanhe o passo a passo completo na sequência!

Receita de madalena de frango

Está sem criatividade para o almoço de família? Prepare essa receita simples e absolutamente deliciosa de torta de madalena de frago!

Ingredientes: 

  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 1 Cebola pequena picada
  • 2 Dentes de alho
  • 400 g de Peito de frango cozido e desfiado
  • 3 Tomates pelados
  • 1/2 xícara de caldo de galinha
  • 1 Lata de milho
  • 1 Lata de ervilha
  • Sal e pimenta a gosto
  • 2 colheres (sopa) de Queijo parmesão ralado

Purê de batata: 

  • 7 Batatas grandes
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • 1 Ovo
  • Sal a gosto

Modo de preparo: 

Comece pelo purê, para isso, cozinhe as batatas em água e sal. Quando ficarem macias, retire a casca. Amasse-as com a ajuda de um espremedor e adicione a manteiga. Misture bem e, em seguida, adicione os ingredientes restantes, mexendo sempre. Reserve.

Para o recheio da madalena, aqueça o azeite e refogue a cebola e o alho até dourarem. Junte o frango, o tomate e o caldo. Mexa bem e cozinhe por dez minutos em fogo baixo para o líquido secar. Escorra o milho e a ervilha e adicione-os. Tempere com sal e pimenta e mantenha em fogo baixo misturando um pouco. 

A montagem da torta é bem simples, unte uma assadeira quadrada com manteiga e acrescente uma camada de purê. Depois, coloque o recheio. Cubra o frango com o purê restante e polvilhe queijo ralado. Finalize levando ao forno a 180ºC até dourar. Prontinho!

Aprenda a fazer 7 receitas de Torta Gelada para o calor


Calor e comidas muito quentes e gordurosas são duas coisas que certamente não combinam. Deixe a feijoada para um dia menos quente e invista em receitas leves e refrescantes. A sugestão do AnaMaria Receitas é fazer uma torta gelada para o almoço. 

Além de serem super fáceis de preparar, as tortas geladas são bem refrescantes e muito versáteis, já que podemos fazer diversos recheios incríveis. Para acompanhar, prepare uma saladinha com pepino, frutas e folhas verdes, assim o seu almoço será ainda mais leve e delicioso!

Torta de milho

Foto de Torta de milho
Torta de milho

Um prato bem diferente e delicioso. O recheio cremoso de milho, inclusive, fica em perfeita harmonia com a massa da torta. Sem contar que a receita realmente foi feita para ser servida gelada. Assim, a refrigeração não altera a consistência e o sabor original do prato!

Quiche com tomate e queijo

Quiche com tomate e queijo
Quiche com tomate e queijo

As quiches são bem fáceis de fazer. Por mais que a sugestão seja servir o prato quente, ela continua deliciosa depois de algum tempinho na geladeira. Sem contar que rende incríveis 12 porções. Então, já pode chamar todo mundo para um almoço refrescante!

Clássica de frango

Torta de frango
Clássica de frango

A mais clássica e deliciosa também pode ser servida gelada. No entanto, algumas pessoas preferem comer frango ainda quente. Nesse caso, sirva a torta em temperatura ambiente, assim todo mundo sai feliz!

Torta com massa de queijo processado

Torta com massa de queijo
Torta com massa de queijo

Há quem diga que o queijo frio não fica gostoso na receita, mas a verdade é que ele dá um sabor a mais na massa. E isso é exatamente o que acontece com essa torta de queijo processado. Dê uma chance e prepare essa receita simples e deliciosa!

Torta verde

Foto de Torta verde
Foto de Torta verde

Um prato bem aromático, com um recheio realmente verde. Essa opção combina muito bem com uma saladinha saborosa, ambas são muito fáceis e rápidas de preparar. Com isso, já salva essa receita para quando estiver com pressa e não souber o que fazer.

Legumes com massa de requeijão

Foto de Torta de legumes com massa de requeijão
Legumes com massa de requeijão

Até quem não gosta muito de legumes vai amar! Além de ser vegetariana, essa opção é ótima até mesmo para os mais seletivos. Isso porque a massa se junta com os pedacinhos dos legumes picados, então nem dá para perceber quais legumes estão na receita. 

Torta de brócolis

Foto de Torta de brócolis
Foto de Torta de brócolis

Por último, mas não menos importante, a essa receita vai roubar seu coração. Primeiro por ser muito fácil de fazer. Segundo, porque você consegue achar os ingredientes facilmente no supermercado e terceiro, obviamente, porque ela é deliciosa! 

Dia Mundial da Paella: uma celebração à culinária espanhola


O Dia Mundial da Paella é celebrado nesta quarta-feira, 20 de setembro. Prato icônico da culinária espanhola, a receita conquistou paladares no mundo inteiro, sendo uma celebração da rica herança gastronômica e cultural deste país. Originalmente, a Paella surgiu na região de Valência, na Espanha, durante os séculos 15 e 16, sendo desenvolvida pelos agricultores locais.

Naquela época, quando se dirigiam para o trabalho, os camponeses levavam consigo ingredientes simples, como arroz, sal e azeite de oliva, e usavam uma panela rasa e redonda, conhecida como “paella”, para preparar suas refeições. Naqueles dias, o prato era tradicionalmente composto por carne de caça, como lebre e coelho, acompanhada de vagens e ervilhas. O elemento chave que conferia sabor único à receita era o açafrão.

Com o passar do tempo, a receita evoluiu. Atualmente, ela é conhecida por combinar arroz, uma variedade de temperos e frutos-do-mar, resultando em um sabor excepcional e que encanta diversos paladares. Em conversa com o AnaMaria Receitas, o chef de cozinha Adriano Leite do restaurante Pois É, explica que, mesmo com essas alterações, a paella mantém a essência de suas raízes.

“Paella é uma obra-prima da culinária que transcende fronteiras e gerações. Ao longo dos séculos, se reinventou, incorporou novos ingredientes e influências, mas manteve a essência de suas raízes. Além de tudo isso, na Espanha, é um prato extremamente comum em datas marcantes, como aniversários e casamentos”, explica.

Ingredientes da Paella

Com essa internacionalização da Paella, são vários os ingredientes que cozinheiros colocam na iguaria. Contudo, um grupo de profissionais de Valência oficializou uma única receita, para diferenciá-la do modo de preparo de outros países. Assim, a Paella Valenciana contém:

• 500 g de sassami (filézinho do peito de frango);
• 500 g de lombo de porco em cubos;
• 40 camarões (de médio para grandes);
• 500 g de cação em cubos;
• 500 g de polvo em pedaços;
• 500 g de lulas em anéis;
• 300 g de mariscos limpos;
• 750 ml de vinho tinto seco;
• 200 ml de azeite de oliva extravirgem;
• 300 g de ervilhas frescas;
• 100 ml de vinho tinto;
• 2 pimentões verdes;
• 1 pimentão vermelho;
• 600 g de arroz;
• 1 cebola picada;
• 1 colher (sobremesa) de páprica picante;
• 1 litro de caldo de frango caseiro;
• 2 litros de caldo de peixe;
• 1 pitada generosa de açafrão em pistilos;
• 1 maço de salsa;
• 4 Tomates concassè (sem casca e sem sementes, cortado em cubinhos);
• 2 linguiças calabresas em rodelas;
• 100 g de azeitona preta sem caroço;

“A paella é constituída, em sua maioria, por ingredientes simples, como podemos ver acima. Porém, juntos formam uma deliciosa combinação de sabores e texturas, que reflete a rica cultura gastronômica espanhola”, finaliza Adriano.

Ideia para o almoço de domingo: frango à parmigiana recheado com queijo


Domingo é um dia clássico para receber familiares ou amigos em casa, preparando aquele verdadeiro banquete para que todo mundo se delicie. Além de ser um dia em que recebemos amigos e a família, é um momento para inovarmos nas refeições e prepararmos comidinhas diferentes das que estamos acostumados no dia a dia. Mas, às vezes, bate aquela dúvida do que preparar sem gastar muito e ainda arrasar no sabor.

Por isso, o AnaMaria Receitas apresenta uma dica de prato que é a cara do almoço de domingo: Frango à Parmigiana com um toque especial, isso porque ele é recheado com queijo, deixando essa mistura ainda mais saborosa. Se interessou? Essa receita é fácil de fazer e vai encantar muitos paladares. Confira, na sequência, como preparar essa delícia!

Receita de frango à parmigiana recheado com queijo do AnaMaria Receitas

Ingredientes:

Frango

  • 6 filés de frango finos
  • 1 dente de alho picado
  • Sal e pimenta a gosto
  • 2 xícara (chá) de farinha de trigo
  • 2 ovos batidos
  • 2 xícaras (chá) de farinha de rosca
  • 2 xícaras (chá) de farinha de rosca

Molho de coentro (pesto)

  • ¼ de xícara (chá) de coentro picado
  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • Sal e pimenta a gosto

Recheio

  • 100 g de mussarela ralada
  • 100 g de queijo prato ralado
  • 9 tomates-cereja cortados ao meio
  • 3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

Modo de preparo:

Frango: Lave os filés de frango e tempere com o alho, o sal e a pimenta. Passe na farinha de trigo, no ovo e na farinha de rosca. Frite-os no óleo quente dos dois lados até dourar. Reserve.

Molho: Misture o coentro, o azeite, o sal e a pimenta. Reserve.

Montagem: Sobre três filés de frango, distribua o recheio: intercale os queijos e os tomates. Sobre cada um, coloque outro filé e prenda com palitos. Disponha–os em uma assadeira, polvilhe o queijo ralado e leve ao forno preaquecido a 200ºC até derreter totalmente os queijos. Sirva em seguida com o pesto de coentro.

Como evitar cheiro de ovo no bolo?


O ovo é um ingrediente que está presente na lista de várias receitas, sejam elas doces ou salgadas. No entanto, por mais que esse alimento nos proporcione comidas deliciosas, dependendo da indicação, ele pode deixar um cheiro enjoativo no resultado. 

Em receitas como tortas e bolos, o ovo possui a função de deixar o resultado com mais volume e estrutura, trazendo leveza para a massa. Quando o ovo é aquecido, suas moléculas se movimentam, e o enxofre e o ferro presentes no alimento se encontram, formando uma reação química que causa o cheiro forte do ingrediente.

Esse odor pode ser um problema, principalmente em receitas mais simples, como o bolo de pão de ló ou um recheio de creme, onde o cheiro pode ficar mais evidente. Mas, não se preocupe! Para você que não gosta desse cheirinho desagradável, AnaMaria Receitas separou alguns truques para evitar o incômodo. Confira!

Escolha ovos frescos

Nada de ovos velhos para receitas! Se você for fazer um bolo, uma das dicas principais é comprar ovos frescos ou diretamente do produtor. Isso porque os mais frescos apresentam um cheiro mais suave, e os ovos mais velhos tendem a ficar com o odor mais forte. Ah, e não se esqueça de conferir o prazo de validade dos ovos! 

Peneire as gemas e as claras

Se você tem o costume de quebrar os ovos direto na receita, saiba que isso pode ser um erro. Tudo porque, quando você adiciona os ovos diretamente na massa, corre o risco deles estarem podres, fazendo você perder os outros ingredientes. Outro ponto é que os ovos devem ser peneirados antes de serem adicionados. Desta forma, a membrana presente na clara, que deixa o cheiro forte no ovo, é removida. Para isso, coloque as gemas e as claras (separadamente) na peneira e fique balançando até que elas passem naturalmente pela peneira.

Utilize essência ou extrato de baunilha 

Um truque para evitar o cheiro de ovo no seu bolo é adicionar essência de baunilha, que além de deixar um cheiro agradável, vai conferir um sabor delicioso. 

Coloque gotinhas de limão na massa

Se você faz parte daquele grupo de pessoas que acham a essência de baunilha enjoativa, ou se não tem esse ingrediente em casa, uma outra opção para anular o cheiro do ovo é usando limão. O cheiro é primordial para eliminar qualquer cheiro desagradável, além de dar um toque mais refrescante e cítrico para a receita. Para isso, apenas 5 gotinhas de limão são suficientes e não interferem em nada no sabor final.

Bata bem os ovos

A dica principal para você que não quer cheiro de ovo no seu bolo é bater bem seus ovos. Por isso, bata bem seus ovos na batedeira por cerca de 10 a 15 minutos e prontinho! 

Deixe o bolo assar bem

Um bolo cru é sinônimo de cheiro de ovo. Por isso, deixe a massa assar bem e no tempo correto para evitar o cheirinho desagradável! 

Acompanhamento perfeito: prepare essa couve-flor gratinada com molho branco


A couve-flor é um vegetal que se parece muito com o brócolis. Além da aparência, ambos possuem nutrientes em comum, como fibras, vitaminas e antioxidantes. E essa semelhança não é mera coincidência. Isso porque, conforme a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), eles pertencem à família da crucíferas.

Além dos benefícios, a couve-flor também é um alimento muito versátil, podendo ser preparada de diversas maneiras e, justamente por isso, que você nunca vai enjoar de comer essa hortaliça. No entanto, para você que deseja preparar a couve-flor como um acompanhamento delicioso, nós temos a solução: couve-flor gratinada com molho branco. Afinal, esse molho combina com tudo e com essa verdura não seria diferente, é a combinação perfeita.

Dá para servir esse prato como opção de acompanhamento para carnes, ficando muito gostoso. Veja o passo a passo da receita na sequência! 

Receita de couve-flor gratinada com molho branco do AnaMaria Receitas 

Ingredientes

  • 1 Couve-flor média
  • 1 colher (sopa) de Manteiga
  • 1 colher (sopa) de Farinha de trigo
  • 500 ml de Leite quente
  • 3 colheres (sopa) de Queijo parmesão ralado
  • 1 Caixinha de creme de leite
  • 100 g de Mussarela ralada
  • Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Lave e corte a couve-flor em buquês. Em uma panela, coloque água com um pouco de sal e deixe ferver. Junte a couve-flor e cozinhe por 2 minutos. Escorra e deixe esfriar.

Em uma panela, derreta a manteiga, junte a farinha de trigo e mexa bem até formar um creme. Junte, aos poucos, o leite quente e, sem parar de mexer, cozinhe até engrossar. Tempere com o sal e a pimenta.

Adicione o queijo ralado e o creme de leite. Misture bem e desligue o fogo. Deixe amornar.

Quais são os benefícios da pipoca para a saúde?


Quem não ama aquele cheiro maravilhoso de pipoca no cinema? Eu com certeza me entrego fácil à tentação. Mas você sabia que, preparada do jeito certo, a pipoca pode ser uma grande aliada à nossa saúde? Veja seus benefícios para o nosso corpo, mas fique até o final, pois o AnaMaria Receitas te ensina o jeito certo de preparará-la!

Além de gostosa, é rica em fibras!

Estima-se que uma xícara de milho de pipoca contém quase 3 gramas de fibras. Para os leigos isso parece ser pouco, mas quando comparados com salgadinhos substitutos, ela tem um grande poder nutricional com baixas calorias.

Por sua vez, as fibras são grandes aliadas ao bom funcionamento do nosso corpo. Um dos seus benefícios é o controle do equilíbrio entre o bom (HDL) e o mau (LDL) colesterol. A ação das fibras junto com a vitamina B3 pode prevenir doenças cardíacas derivadas desse desajuste sanguíneo. 

Outra questão que a pipoca pode ajudar é na luta contra a diabetes. Isso porque ela ajuda a controlar a absorção de açúcar do corpo, o que atrasa a liberação dele para o sangue. 

Fora isso, as fibras da pipoca junto com os antioxidantes polifenóis inibem a ação de radicais livres. Isso, além de diminuir os riscos de desenvolver cânceres pelo corpo, também evita o envelhecimento precoce e doenças cardíacas. 

Outras vitaminas e benefícios

A pipoca também é uma boa fonte de tiamina (vitamina B1) que pode melhorar o humor, evitando crises de estresse. Além disso, a vitamina B6 é a serotonina, conhecida como o “hormônio da felicidade” e responsável pela sensação de ‘good vibes’. 

Além disso, ela é a queridinha das dietas. Isso porque esse lanchinho contém pouquíssimas calorias (quando preparado da maneira correta), consegue controlar a saciedade, regula os níveis de insulina e diminui a ansiedade. Todos esses fatores diminuem a chance de você apelar para um salgadinho pronto e cheio de calorias vazias

Agora que você já sabe tudo o que a pipoca pode fazer de bom para seu organismo, está na hora de saber prepará-la. Para isso, você deve esquecer a de micro-ondas e o óleo de cozinha. Veja como o AnaMaria Receitas te ajuda a cozinhar uma pipoca bem naturalzinha!

Receita de pipoca sem óleo!

Aproveite todos os benefícios da pipoca da maneira mais saudável possível!

Receita de pipoca sem óleo/ Foto: Pixabay

Ingredientes:

1 xícara de milho para pipoca

¼  xícara de água

Sal a gosto

Plástico filme

Pote de vidro (ou algum que possa ir no micro-ondas)

Modo de preparo:

Coloque o milho e a água no pote de vidro. Cubra o pode com o plástico filme e, com o auxílio de uma faca ou tesoura, faça alguns furinhos no plástico. Isso vai dar crocância para a pipoca, sem fazer bagunça. Coloque o pode no microondas por 3 a 4 minutos em potência máxima. Ao acabar o tempo, retire o pote com cuidado e remova o plástico. Adicione sal a gosto e prontinho. Sua pipoca 100% nutritiva está pronta para o consumo!

Receita de Arancini: prepare esse bolinho italiano!


Criado na Sicília, o Arancini nada mais é do que uma coxinha de risoto. Crocante e saboroso, esse bolinho italiano geralmente leva queijo em seu recheio, o que faz tudo ser ainda mais gostoso. Sem contar que ele pode ser de diversos sabores – tudo depende do tipo de risoto que você utilizar no recheio.

Além disso, é uma boa alternativa para reutilizar as sobras de risoto em um novo prato delicioso! Experimente preparar essa receita incrível do AnaMaria Receitas!

Receita de arancini do AnaMaria Receitas

Um petisco como esse não tem igual!

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1/2 cebola pequena picada
  • 1 xícara de arroz arbóreo
  • 1/2 xícara de vinho branco seco
  • Sal e açafrão em pó a gosto
  • 3 e 1/2 xícaras de caldo de legumes fervente
  • 2 queijo parmesão ralado
  • 1 colher (sopa) de manteiga gelada
  • 1 colher (sopa) de salsinha picada
  • 50 g de mussarela em cubos

Para empanar:

  • 1 ovo batido
  • Farinha de rosca

Modo de preparo:

Comece aquecendo a manteiga em uma panela e depois junte a cebola até dourar levemente. Acrescente o arroz e o vinho e cozinhe, mexendo de vez em quando, até evaporar o álcool. Adicione o sal, o açafrão e o caldo de legumes, aos poucos, mexendo sempre.

Espere até que o caldo seja completamente absorvido antes de adicionar mais caldo. Quando o arroz estiver cozido, desligue o fogo e acrescente o queijo ralado, a manteiga e a salsinha. Misture tudo muito bem e depois leve à geladeira por 30 minutos.

Após esse tempo de descanso, divida o risoto em 20 porções. Recheie cada porção com um cubo de mussarela e modele o bolinho. Passe no ovo e na farinha de rosca e leve-os para fritar em óleo quente. Depois de ficarem dourados, retire do óleo e coloque os bolinhos em um prato com papel toalha para que o excesso de óleo seja absorvido e seu bolinho fique crocante. Prontinho, agora é só devorar!

Facas: conheça a função de cada tipo


Um faqueiro completo é o sonho de todo louco por cozinha. Mas o objeto não serve apenas como decoração ou para simplesmente guardar facas, isso porque cada faca tem uma função. Se você não sabe quais são, fique tranquilo que o AnaMaria Receitas de ensina!

Faca de Desossar: Fina, com ponta curvada para cima, é ideal para cortar carnes grudadas aos ossos.

Foto: lindsey_home - Faca de desossar
Foto: lindsey_home/pixabay – Faca de desossar

Faca do Chef: Alongada e com a lâmina mais larga do que o cabo. Facilita cortes mais preciosos. Boa para picar temperos.

Foto: Wolfgand Buetow/Pixabay - Faca do Chef
Foto: Wolfgand Buetow/Pixabay – Faca do Chef

Faca para Legumes: Pequena, ela descasca, molda e retira até miolo de tomate, sem machucar.

foto: pexels/pixabay - faca para legumes
Foto: pexels/pixabay – Faca para legumes

Faca Serrilhada: Para cortar pão que é mais rígido. Facas como esta também podem ser usadas para cortar um bolo ao meio para recheá-lo.

Foto: charlykushu/pixabay - Faca Serrilhada
Foto: charlykushu/pixabay – Faca Serrilhada