É seguro dividir sua comida com seu pet?


Você é do tipo que ama dar comidinhas pro seu cachorro ou gato? Fique calmo, é perfeitamente comum você ceder à carinha de pidão do seu pet! Porém, como nosso corpo é bem diferente do organismo dos animaizinhos que temos em casa, alguns cuidados são necessários antes de dar comidas humanas para eles. Por isso, o AnaMaria Receitas trouxe algumas dicas e precauções que você precisa saber antes de alimentar seu melhor amigo. Confira a seguir!

Ração é a melhor opção!

Para nós humanos é um pouco difícil de acreditar que a ração seja de fato a melhor escolha para alimentar os animaizinhos. Afinal, estamos acostumados com uma variedade incrível de comidas cheirosas e bonitas no nosso cardápio e por isso é comum se perguntar como um grão industrializado com cheiro, cor e textura esquisita pode ser nutritivo? 

A veterinária Letícia Duwal nos conta: “ração de boa qualidade evita idas ao veterinário”. Isso porque as rações já são pensadas e produzidas de acordo com o balanceamento nutricional que os cães e gatos precisam, o que faz dela o alimento perfeito para seus pets. 

Além disso, mesmo para os felinos que, diferentemente dos cachorros, são mais seletivos no paladar, as rações são feitas com sabores que agradam os animais, mesmo que pareça ser minimamente estranho para nós.  

E, caso sua preocupação seja a saúde do seu amigo peludo, saiba que existem diversas opções de rações naturais que minimizam o uso de aditivos artificiais e que farão muito bem para ele. 

Ainda assim, ao mudar totalmente a alimentação do animalzinho, a consulta com o nutricionista veterinário é imprescindível. A Dra. Letícia explica que a dieta irá depender da raça, peso, idade e particularidades de cada pet, por isso a orientação médica é tão necessária.

Independentemente disso, sabemos o quão divertido é misturar sabores e texturas na nossa alimentação e não há nada de errado em querer o mesmo para seu pet, mas alguns cuidados são necessários. Veja quais alimentos podem ser consumidos pelo seu animalzinho e quais são proibidos!

Frutas

Geralmente os cães se adaptam melhor às frutas quando comparados com os gatos, uma vez que os felinos, por terem papilas gustativas diferentes, tendem a ser mais chatinhos para gostar de novos alimentos (por isso às vezes é tão difícil trocar a marca ou sabor da ração). Mas em geral, as frutas são uma opção bem nutritiva e saborosa para alegrar seu pet!

As frutas recomendadas aos cães são: banana, maçã, kiwi, mamão, melancia, morango, pera e manga. Já para gatos, prefira quantidades pequenas de maçã, banana, melão e melancia. Se seu animalzinho apresenta alguma particularidade de saúde, consulte um veterinário antes de alimentá-lo com qualquer uma dessas frutas e lembre-se de remover a casca e a semente. 

Atenção! Para todo animal, uvas e carambolas devem ser evitadas por serem prejudiciais aos rins do pet. Já as frutas cítricas podem danificar o estômago do seu animalzinho, então mantenha-as longe!

gatinhos
Alimentando seu gato/ Foto: Pixabay

Frangos, peixes e carnes

  Acredito que todo animal se interessa por carne, não é mesmo? Pode falar pro seu amigo peludo que frangos, peixes e carnes vermelhas estão liberadas! Os únicos cuidados são: não temperar (muito menos com cebola e alho, viu?), remover peles e espinhos do peixe e frango, optar por carnes sem muita gordura e servir em quantidades adequadas, sem excessos. Fora isso, como os cães e gatos são naturalmente carnívoros, não deve haver nenhum problema em consumir essas proteínas. 

Legumes e verduras

Batatas, couve-flor, espinafre, abóbora, beterraba, brócolis, ervilha, inhame, chuchu e cenoura são algumas opções bem interessantes para você e seu animalzinho de estimação compartilharem. É sempre bom checar com um veterinário para ter certeza que seu cão não apresentará nenhum quadro de rejeição ao alimento, mas geralmente essas comidas são liberadas no cardápio dos cães e gatos. Uma sugestão é separar uma porção desses alimentos, descascados, lavados e cortados, para o seu cão antes de temperá-lo e transformá-lo em um prato delicioso! 

Alguns outros cuidados

cão
Alimente seus cães corretamente/ Foto: Pixabay

Além de todas essas precauções, a Dra. Letícia Duwal traz uma dica para os papais e mamães de gato: estejam atentos à ingestão de água do animal. Por serem mais seletivos e “nojentinhos”, água parada e ração úmida geralmente não os agradam e isso pode ser prejudicial aos rins do felino. Letícia pontua a importância de introduzir os sachês molhados e a ração úmida logo quando forem filhotes, além de pequenas quantidades de frutas com grande potencial de hidratação que também podem ser suas aliadas. 

Outro cuidado é com alimentos tóxicos. Cebola e alho são estritamente proibidos! Isso porque esses alimentos podem prejudicar as funções sanguíneas dos animaizinhos e acarretar em anemias severas. Chocolate também deve ficar longe dos cães e gatos, uma vez que eles são incapazes de metabolizar a teobromina, componente encontrado no doce. Em caso de ingestão desses alimentos, corra para o veterinário para que os sintomas de intoxicação possam ser tratados. 

Alguns outros alimentos como laticínios devem ser evitados, uma vez que os cães e gatos são intolerantes à lactose e o consumo contínuo pode acarretar problemas de saúde mais sérios do que a diarreia após a ingestão única. Além deles, as uvas, por mais que não sejam diretamente tóxicas, também podem prejudicar gravemente a saúde do seu animalzinho, mais especificamente os rins, depois do consumo contínuo. 

Por fim, lembre-se de levar seus pets em consultas anuais para ter controle sobre a saúde de seu amiguinho, além de que é sempre bom ter o contato de um médico veterinário confiável e disponível para qualquer dúvida ou urgência. Seu cão ou gato merecem uma vida cheia de amor e saúde, assim como você!