Cardápio Infantil: incluindo saúde e sabor na alimentação


Garantir uma alimentação saudável é essencial para o crescimento e a saúde das crianças. No entanto, muitos pais e cuidadores se veem lutando para introduzir vegetais, verduras e outros alimentos nutritivos no dia a dia dos pequenos.

Em um cenário onde há uma abundância de escolhas alimentares altamente processadas e repletas de sabores artificiais, convencer as crianças a desfrutarem de alimentos naturais e nutritivos pode parecer uma tarefa desafiadora. Adicionalmente, é comum que desde cedo, muitas crianças desenvolvam preferências alimentares, tornando-se seletivas em relação aos alimentos que estão dispostas a experimentar e aceitar.

Introduzir verduras, legumes, frutas e ingredientes saudáveis no cardápio das crianças apresenta uma série de desafios significativos para os pais e cuidadores.

Primeiramente, muitas crianças têm uma aversão natural a certos alimentos, especialmente aqueles que possuem sabores amargos ou texturas desconhecidas. Convencer os pequenos a experimentar e apreciar esses alimentos pode ser uma tarefa árdua.

Uma dieta saudável é super importante para o crescimento, desenvolvimento e bem-estar das crianças. Além de dar os nutrientes necessários para o corpo funcionar direitinho, comer bem traz vários benefícios. Por isso, o AnaMaria Receitas separou as melhores dicas de como introduzir ingredientes saudáveis no cardápio dos pequenos!

  • Comece desde cedo: Introduza uma variedade de comidas saudáveis quando eles ainda são pequenos, enquanto estão começando a experimentar diferentes sabores.
  • Dê o exemplo: Mostre que você também gosta de comer alimentos saudáveis, pois as crianças tendem a imitar o que os adultos fazem.
  • Faça escolhas inteligentes: Prefira alimentos naturais em vez de coisas processadas, como frutas frescas em vez de sucos de caixinha e vegetais crus em vez de batatinhas fritas.
  • Seja criativo: Apresente as comidas de forma divertida e atraente, com cortes diferentes ou montando pratos coloridos.
  • Deixe as crianças ajudarem: Deixe que eles escolham e preparem algumas das refeições. Isso pode ajudar a aumentar o interesse deles pela comida, assim como serve de estimulante para a criatividade.
  • Deixe-os escolher: Dê opções de alimentos saudáveis e deixe que eles decidam o que querem comer. Por exemplo, “Você prefere brócolis ou cenoura hoje?”.
  • Experimente receitas novas: Tente fazer pratos diferentes que incluam alimentos saudáveis. Por exemplo, smoothies de frutas com verduras ou salada de quinoa com legumes.
  • Vá aos poucos: Comece com porções pequenas de comida saudável e aumente conforme eles se acostumam com os novos sabores e texturas.
  • Mantenha a consistência: Ofereça alimentos saudáveis regularmente, mesmo que eles não gostem de início. Às vezes, pode demorar um pouco para eles se acostumarem.

Às vezes, pode ser difícil e cansativo quando as crianças não querem comer os alimentos saudáveis que oferecemos. Mas é importante não desistir. É preciso lembrar que os gostos das crianças podem mudar com o tempo e o que elas não gostaram hoje, podem gostar amanhã.

Por isso, é essencial continuar oferecendo os alimentos saudáveis regularmente, mesmo que elas não queiram no começo. Além disso, é importante manter uma atitude positiva e ter paciência. Diga às crianças que é normal experimentar diferentes comidas e que está tudo bem não gostar de algo de vez em quando. Com o tempo e tentando várias vezes, é provável que elas acabem gostando de uma variedade de alimentos saudáveis.

Uma dieta saudável deixa o sistema imunológico das crianças mais forte, ajudando a evitar doenças e resfriados. Isso acontece porque alimentos como frutas, legumes e cereais integrais têm muitas vitaminas e antioxidantes que protegem o corpo.

Comer bem também melhora o rendimento na escola, dando mais energia e ajudando a manter a concentração e a memória. Comer de tudo desde pequenininho ajuda a criar bons hábitos alimentares para a vida toda. Assim, as crianças aprendem a comer de forma saudável e ficam longe de problemas de saúde no futuro.

veja também os alimentos que não podem faltar na lancheira escolar do seu filho!

Os melhores alimentos para a saúde do seu cabelo


A saúde do seu cabelo está intimamente relacionada à nutrição adequada, visto que o cabelo é composto principalmente por proteínas, água e lipídios. Uma dieta balanceada e repleta de nutrientes essenciais, desempenha um papel crucial na promoção do crescimento capilar saudável, na prevenção da queda de cabelo e na manutenção da aparência geral dos fios.

As proteínas, por exemplo, são os elementos fundamentais para a construção do cabelo e a carência de proteínas na dieta pode resultar em cabelos fracos, quebradiços e sem brilho.

Uma dieta equilibrada, composta por uma variedade de alimentos ricos em proteínas, ácidos graxos essenciais, vitaminas e minerais, é essencial para promover a saúde do cabelo. Por isso, o AnaMaria Receitas separou uma lista com os alimentos mais nutritivos para a saúde do seu cabelo.

  • Salmão: O salmão é uma excelente fonte de ácidos graxos ômega-3, proteínas e vitamina D. Esses nutrientes são essenciais para promover a saúde do couro cabeludo, fortalecer os fios e estimular o crescimento capilar.
  • Ovos: Os ovos são ricos em proteínas de alta qualidade, biotina e vitamina E. Portanto, eles contribuem para fortalecer os cabelos, estimular o crescimento capilar e melhorar a saúde do couro cabeludo.
  • Espinafre: O espinafre é uma fonte rica em ferro, vitamina A e vitamina C, além de antioxidantes. Dessa forma, ele auxilia na circulação sanguínea no couro cabeludo, estimula o crescimento capilar e previne a queda de cabelo.
  • Abacate: O abacate é conhecido por suas gorduras saudáveis, vitamina E, e antioxidantes. Assim, ele proporciona hidratação aos cabelos, fortalece os folículos capilares e previne a quebra dos fios.
  • Nozes: As nozes oferecem ácidos graxos ômega-3, zinco, selênio e vitamina E. Esses nutrientes promovem a saúde do couro cabeludo, estimulam o crescimento capilar e fortalecem os cabelos.
  • Cenoura: A cenoura é rica em betacaroteno, que se converte em vitamina A no corpo. Desse modo, ela auxilia na produção de sebo no couro cabeludo, mantendo os cabelos hidratados e saudáveis.
  • Iogurte: O iogurte é uma fonte de proteínas e probióticos. Esses componentes contribuem para a saúde do couro cabeludo, fortalecem os fios e previnem a queda de cabelo.
  • Frutas cítricas: As frutas cítricas são conhecidas por sua alta concentração de vitamina C. Esta vitamina é essencial para a produção de colágeno, que mantém a estrutura capilar e a saúde do couro cabeludo.
  • Feijões e leguminosas: Os feijões e leguminosas são fontes de proteínas vegetais, ferro e zinco. Portanto, eles estimulam o crescimento capilar, fortalecem os fios e previnem a queda de cabelo.
  • Sementes de abóbora: As sementes de abóbora são ricas em zinco, que regula a produção de óleo no couro cabeludo. Isso mantém os cabelos hidratados e saudáveis.

Para alcançar uma melhoria significativa na saúde capilar, é essencial diversificar a alimentação e incorporar regularmente uma vasta gama desses alimentos.

Além disso, é crucial manter-se bem hidratado, ingerindo uma quantidade adequada de água e evitar o excesso de consumo de alimentos processados e ricos em açúcares, já que esses hábitos podem ter um impacto prejudicial na saúde dos cabelos.

Portanto, ao manter uma dieta equilibrada, variada e rica em nutrientes, e ao garantir uma hidratação adequada, você está fornecendo ao seu cabelo os elementos essenciais para mantê-lo saudável, forte e exuberante. Esses hábitos alimentares e de hidratação não só beneficiam a saúde do cabelo, mas também contribuem para uma aparência geral mais radiante e saudável

Veja também o que pode estimular o crescimento do cabelo!

Quais alimentos devem ser armazenados dentro da geladeira


Armazenar alimentos na geladeira desempenha um papel essencial na manutenção da qualidade e segurança dos alimentos em nossas residências.

Quando colocamos alimentos na geladeira, podemos retardar o crescimento de bactérias, fungos e outros microrganismos que podem causar deterioração e, em alguns casos, doenças transmitidas por alimentos.

Isso é especialmente crucial para produtos perecíveis, como carne, laticínios e certos tipos de frutas e legumes, que são altamente suscetíveis à contaminação e deterioração quando deixados em temperatura ambiente por longos períodos.

Na sociedade contemporânea, onde a praticidade muitas vezes nos leva a comprar em abundância, compreender quais alimentos devemos armazenar na geladeira e como os organizar adequadamente pode fazer toda a diferença entre desfrutar de alimentos frescos e saudáveis ou enfrentar desperdício e possíveis riscos à saúde. O AnaMaria Receitas te conta quais alimentos precisam ser armazenados na geladeira.

Alimentos que devem ser armazenados na geladeira:

  • Ovos: Guarde os ovos na geladeira para estender a frescura e minimizar o risco de contaminação por salmonela.
  • Laticínios (leite, queijo, iogurte): Coloque os produtos lácteos na geladeira para preservar a frescura e evitar a deterioração devido ao crescimento bacteriano.
  • Sucos naturais: Armazene os sucos naturais na geladeira para evitar a fermentação e preservar o sabor e os nutrientes.
  • Carne crua: Mantenha a carne crua refrigerada para evitar a multiplicação de bactérias e garantir a segurança alimentar.
  • Frutas frescas cortadas: Armazene as frutas frescas cortadas na geladeira para retardar a oxidação e manter a frescura.
  • Vegetais frescos: Refrigere os vegetais frescos para manter a textura, o sabor e os nutrientes, e evitar o amadurecimento precoce.
  • Sobras de alimentos cozidos: Armazene as sobras de alimentos cozidos na geladeira para prevenir a deterioração e a contaminação bacteriana.
  • Molhos e condimentos abertos: Mantenha os molhos e condimentos abertos na geladeira para prolongar a vida útil e evitar a deterioração.
  • Produtos prontos para consumo, como saladas embaladas: Guarde os produtos prontos para consumo, como saladas embaladas, na geladeira para manter a frescura e evitar a contaminação bacteriana.
  • Alimentos fermentados, como iogurte e kefir: Mantenha os alimentos fermentados, como iogurte e kefir, na geladeira para prolongar a vida útil e manter a qualidade.

Como armazenar alimentos na geladeira

  • Disponha os alimentos prontos para consumo, como laticínios e sobras, nas prateleiras superiores, onde a temperatura permanece mais estável e guarde carnes cruas e produtos perecíveis nas prateleiras inferiores, onde o ambiente é mais frio.
  • Guarde os alimentos em recipientes herméticos ou sacos selados para prevenir a contaminação cruzada e preservar a frescura.
  • Deixe espaço entre os alimentos para permitir a circulação do ar frio, o que ajuda a manter uma temperatura uniforme e evita o superaquecimento.
  • Deixe os alimentos esfriarem até a temperatura ambiente antes de colocá-los na geladeira para evitar o aumento da temperatura interna.
  • Rotule alimentos preparados com a data de preparo para garantir que sejam consumidos dentro do prazo de validade.
  • Faça verificações regulares na geladeira para garantir que os alimentos estejam dentro da validade e descarte qualquer alimento que pareça estragado.
  • Descongele alimentos congelados dentro da geladeira em vez de deixá-los à temperatura ambiente para evitar o crescimento de bactérias.

Veja também como conservar melhor os alimentos!

5 molhos caseiros para transformar sua cozinha


Os molhos e condimentos desempenham um papel crucial na culinária, adicionando camadas de sabor, textura e aroma aos pratos. Sua importância vai além do simples realce de sabores, contribuindo para uma experiência gastronômica mais rica e diversificada. Além disso, eles proporcionam uma explosão de sabores que pode transformar uma comida simples em algo mais delicioso e interessante.

Muitos aperitivos consistem em ingredientes básicos, como batatas fritas, asas de frango, ou vegetais. Assim, os molhos oferecem uma maneira de complementar esses alimentos, tornando-os mais agradáveis ao paladar. Eles não apenas adicionam sabor, mas também permitem uma interação mais participativa e divertida durante a refeição. Por isso, o AnaMaria Receitas separou as 5 melhores receitas caseiras de molho para você testar e se apaixonar. Confira!

Molho de Abacate Picante

O molho de abacate picante, também conhecido como guacamole picante, é uma variação deliciosa do clássico guacamole. Sirva o molho com nachos, tacos, burritos ou como acompanhamento para carnes grelhadas.

Molho de Abacate Picante
Molho de Abacate Picante

Molho Barbecue Caseiro

O molho barbecue caseiro é tão versátil que pode ser experimentado em uma variedade de pratos, proporcionando um toque único e delicioso. Assim, experimente diferentes combinações e descubra sua maneira favorita de desfrutar desse clássico acompanhamento.

Molho Barbecue Caseiro
Molho Barbecue Caseiro

Molho Green Goddess

O molho Green Goddess é um molho de salada cremoso e saboroso, que tem origens nos Estados Unidos. É conhecido por sua cor verde vibrante, gerada pela combinação de ervas frescas e outros ingredientes. Não deixe de experimentar!

Molho Green Goddess
Molho Green Goddess

Molho Ranch

Além de cremoso, o molho Ranch é uma opção fácil e condimentada, criada nos Estados Unidos. Sua base geralmente inclui maionese, creme azedo, ervas e especiarias, proporcionando um sabor rico e versátil. Confira!

molho ranch
molho ranch

Molho de Alho

O molho de alho é uma mistura condimentada feita predominantemente com alho e combinada com outros ingredientes. Desse modo, dependendo de como você segue a receita, é possível criar uma textura mais cremosa ou líquida.

Molho de alho
Molho de alho

Aprenda a utilizar corretamente ervas aromáticas como tempero


Há muitos anos, as ervas aromáticas são utilizadas na preparação de diferentes pratos, proporcionando um sabor diferenciado a inúmeras receitas. Entre as opções, a salsa, a cebolinha e o coentro são as que mais se destacam e as que geram mais dúvidas, tanto na hora de comprar quanto incluir nas receitas. Alternativas como louro, alecrim e manjericão também fazem parte da culinária de diferentes países. Para entender melhor como utilizá-las, a nutricionista da Água Doce Sabores do Brasil, Tamiris Pitana Martins, ensina com quais alimentos estes temperos combinam melhor para preparar refeições saborosas, e o AnaMaria Receitas compartilha essas dicas com você.

Salsa

É uma das ervas mais populares na culinária, graças a sua versatilidade. O sabor é levemente picante, verde e intenso. É indicada para ser usada em carne vermelha, sopas, risotos, peixes, molhos, omeletes e legumes. Também pode ser utilizada em sucos, trazendo um frescor à bebida. É ótima para dar um toque especial à carne moída, por exemplo, utilizada no recheio de pastéis. A salsa pode ser usada em sua forma natural ou desidratada, antes, durante ou após a preparação. Muitos utilizam como elemento decorativo dos pratos.

Cebolinha

Tem uma apresentação de folhas longas, verdes e finas. Como o próprio nome já diz, tem um sabor suave de cebola. Na culinária brasileira, é bastante comum encontrá-la em saladas cruas, omeletes, sopas e peixes. É um ingrediente bastante utilizado na culinária japonesa, por exemplo, para finalizar o prato e compor o sabor. Combina perfeitamente com cogumelos do tipo shimeji.

Coentro

Há quem ame ou quem não seja muito fã dessa hortaliça. Com gosto forte e marcante, o coentro é empregado em receitas nordestinas, mexicanas e indianas. Devido ao picante da erva, pode ser utilizada em receitas salgadas, como buchada, baião de dois e moqueca, além de servir de tempero para diferentes tipos de peixes, frango e camarão. É um dos ingredientes do guacamole, receita mexicana feita com abacate, tomate e cebola.

Louro

A folha tem um sabor levemente amargo. Aqui no Brasil, grande parte da população utiliza quando cozinha feijão, mas a erva também pode ser utilizada em refogados, molhos feitos com tomate, lentilha e grão-de-bico. Diferente das demais ervas aromáticas citadas, a folha de louro não deve ser ingerida. Ela é utilizada apenas no preparo dos pratos e deve ser retirada antes de efetuar a refeição.

Alecrim

A erva possui um cheiro marcante, com sabor levemente azedo. Trata-se de uma opção bem versátil para quem gosta de cozinhar, podendo ser usado para temperar carne vermelha, frango, peixe e porco. Muitas pessoas utilizam o alecrim para aromatizar azeite e até mesmo manteiga. Também pode ser usado na preparação de pães, receitas com queijos e para temperar legumes. Batatas assadas com azeite e alecrim trazem um sabor marcante, por exemplo.

Manjericão

Com aroma perfumado, o manjericão tem um gosto forte e pertence à família da hortelã. É um tempero comum na culinária brasileira e na italiana, podendo incorporar molhos de tomate, molho pesto e saladas. Também está presente em massas, sopas, refogados de carne e em queijos. No Brasil, é comum encontrá-lo na pizza de nome Marguerita, feita com molho de tomate, muçarela e manjericão. Pode ser usado fresco ou desidratado.

Decore sua mesa de Natal com receitas supergostosas


O Natal é a época do ano na qual as pessoas mais gostam de decorar suas casas. Muitas vezes, até a própria comida vira decoração na mesa, não é?

Portanto, o AnaMaria Receitas pensou em um top 5 receitas de sobremesas temáticas, ou coloridas, para enfeitar as mesas para a Ceia de Natal. Confere aí!

Mousse de Goiaba com Gelatina

Mousse de Goiaba
Mousse de Goiaba

As mousses são uma ótima ideia de sobremesa. Uma opção de goiaba traz o vermelho, que pode ficar bem legal e bonito na sua mesa de jantar. Aliás, quem não gosta de uma boa mousse, não é mesmo? Venha conferir o passo a passo dessa receita!

Tortinha de Morango

Tortinha de Morango
Tortinha de Morango

Uma receita de morango nunca cai mal. Sua cor vermelha e seu creme branco fazem o clima do Natal se espalhar por todo o ambiente. Venha conferir o passo a passo dessa maravilhosa Tortinha de Morango!

Pavê de Chocolate de Morango

Pavê de Chocolate e Morango
Pavê de Chocolate e Morango

A combinação do chocolate com o morango é uma das mais deliciosas do mundo da culinária. Além disso, não é possível falar de Natal sem lembrarmos instantaneamente de um dos doces mais famosos da ocasião: o Pavê. Venha conferir o passo a passo dessa receita!

Sorvete de Damasco

Sorvete de Damasco
Sorvete de Damasco

Essa ideia é para quem quer inovar nos sorvetes do final do ano. O sorvete de damasco, além de ter uma cor que remete ao dourado, é uma opção super diferente e saborosa. Venha conferir o passo a passo dessa receita simples e deliciosa!

Mousse Romeu e Julieta

Mousse Romeu e Julieta
Mousse Romeu e Julieta

Um dos doces mais famosos do mundo, que pode ser transformado em qualquer receita agridoce. A mousse de Romeu e Julieta é uma deliciosa opção para seu natal, além de ficar linda em sua mesa. Venha conferir o passo a passo dessa receita!

Como reaproveitar a casca da banana? Veja nossas dicas


Ao contrário do que muitos pensam, a casca da banana é rica em fibras e minerais, até mais do que a própria fruta em si. Além disso, ela possui flavonoides que ajudam a melhorar o funcionamento do intestino, controlar o colesterol e facilitam a perda de peso, já que é pouco calórica.

Dentre seus muitos outros benefícios, a casca da fruta também auxilia na melhora do sono e na promoção do bem-estar, por possuir abundantes de um aminoácido importante para a produção de serotonina.

Exatamente por isso, o AnaMaria Receitas traz algumas dicas para que você possa reaproveitar a casca da banana e evitar o desperdício de alimentos. Confira!

Receitas

Como citado anteriormente, a casca da banana é extremamente nutritiva e pode ser usada em diferentes receitas, desde comidas salgadas até doces. Você pode misturá-la em vitaminas, assar, fritar e, até mesmo, transformar em proteína vegana, como é o caso da Carne Desfiada de Casca de Banana. Se procura por uma versão com um pouco mais de açúcar, o Doce de Casca de Banana é a opção perfeita para acabar com a sua vontade!

Fertilizante Natural

A casca da fruta é um ótimo fertilizante natural para alimentar as plantas. Além disso, ela pode ser utilizada para estimular o crescimento das mesmas. Para fazer o fertilizante, basta encher um balde com água e juntar pedaços pequenos da casca dentro dele. Quando estiver cheio, filtre a água e use-a para regar a sua plantação. Ademais, ela também atua como um excelente antiparasitário, capaz de manter pragas longe de árvores frutíferas.

Cicatrizante

Sim, é isso mesmo que você leu. A casca da amarelinha age como adstringente e antisséptico, possuindo ação anti-inflamatória e cicatrizante. Se utilizada corretamente, ela reduz marcas de acne, melhora irritações de pele e alivia a coceira causada por picadas de insetos.

Guia saudável: saiba como comer bem gastando pouco


É possível comer bem gastando pouco? Essa é a dúvida de uma boa parte da população brasileira que, principalmente após a pandemia da COVID-19, vem se surpreendendo com os altos preços dos alimentos. Contudo, a resposta é positiva. É possível se alimentar de forma saudável sem estourar o orçamento no fim do mês. Até porque comer bem não precisa ser sinônimo de gastar muito. 

Por isso, o AnaMaria Receitas traz 4 dicas para você economizar na hora de ir às compras e, ainda por cima, melhorar a sua alimentação. Confira!

Planeje suas refeições

Planejar suas refeições com antecedência é uma ótima opção para evitar gastos desnecessários com comida fora de casa ou com alimentos processados. Isso vai ajudá-lo a criar um cardápio semanal balanceado e, até mesmo, a se organizar na hora de escolher o que comprar.

Compre alimentos em quantidade

Comprar alimentos em grandes quantidades pode ser uma opção mais econômica a longo prazo. Produtos a granel, por exemplo, costumam ter preços bem mais acessíveis se adquiridos por peso. Além do mais, alimentos nutritivos como arroz e feijão podem ser congelados, o que facilita a vida de quem vive na correria do dia a dia. 

Evite o desperdício 

Pode parecer cliché, mas o simples ato de evitar o desperdício de alimentos economiza muito dinheiro. Fique sempre atento ao prazo de validade e se programe para consumi-los dentro do período de tempo correto. Além disso, abuse da criatividade na hora de produzir receitas que aproveitem os vegetais e frutas de forma integral. Isso deixa a sua dieta ainda mais saudável. 

Prepare sua própria comida 

Por último, mas não menos importante, preparar a sua própria comida é algo que vai te poupar uma grande quantia monetária. Ao invés de optar por produtos prontos ou em conserva, que tal participar mais ativamente da produção dos pratos? O AnaMaria Receitas está repleto de opções saudáveis para você reproduzir e se deliciar! 

Você sabe a diferença entre bolo de rolo e rocambole?


Um dos erros clássicos da culinária é dizer que o bolo de rolo e o rocambole são a mesma coisa. Pois é, para você que achava isso, saiba que estava cometendo uma gafe enorme, principalmente se estiver no Nordeste. Ambas receitas, apesar de serem semelhantes no formato, na verdade são muito diferentes. 

Se você faz parte dessas pessoas que não sabem quais são as diferenças entre essas duas receitas, não se preocupe! O AnaMaria Receitas vai te dizer quais são para você não errar mais. Confira!

Proporção entre massa e recheio

Uma das diferenças perceptíveis entre as duas receitas, é na relação de massa e recheio. No caso dos rocamboles, na maioria das vezes, a quantidade de massa é maior do que a de recheio, mas, não é uma regra, tudo depende do gosto de quem está preparando. 

Já o bolo de rolo, a relação de massa e recheio é igual, obrigatoriamente. Por isso, a aparência desses doces é tão satisfatória. 

Massa 

Outro detalhe que difere as duas receitas é o tipo de massa usada. A massa do rocambole é um pão de ló aerado e fofinho, e para atingir essa textura, essa receita não leva nenhum tipo de gordura. Já a massa do bolo de rolo é preparada adicionando manteiga ou margarina na massa, isso faz com que ela seja mais densa e molhadinha. 

Recheio

Assim como a massa, o recheio dessas receitas se diferem já que o recheio do rocambole pode ser diverso, como morango, doce de leite, brigadeiro, beijinho e goiabada. Enquanto isso, o recheio do bolo de rolo se restringe apenas ao doce de goiabada, uma fruta bastante presente na culinária pernambucana, por ser encontrada em abundância na região.

Camadas

Por último, a quantidade de camadas é essencial no bolo de rolo, já que depende disso para que tenha esse nome. As proporções são de no mínimo 4 camadas, e a altura de cada uma não deve passar de 1 cm. No caso do rocambole, a quantidade de camadas não é importante.

Confira 10 sabores de cheesecake para se deliciar!


O cheesecake é uma receita de origem norte-americana à base de queijo que, desde o seu surgimento, em meados de 1880, conquista muitos fãs ao redor do mundo. Feito a partir de uma massa de bolacha e recheio cremoso de cream cheese, o alimento possui diversas versões diferentes e encanta por sua consistência e sabores únicos. 

Porém, estamos sempre acostumados a ver somente dois sabores por aí: o tradicional, de frutas vermelhas, e a versão “abrasileirada”, de goiabada. Por isso, o AnaMaria Receitas traz 10 opções diferentes de cheesecake para você testar e se deliciar. Confira! 

Cheesecake de limão e morango

O cheesecake de limão e morango é para aqueles que gostam da versão original, mas querem dar um toque especial à receita. A mistura dessas duas frutas proporciona uma explosão de sabores, além de ser surpreendentemente fácil de fazer. 

Cheesecake de limão e morango
Cheesecake de limão e morango

Cheesecake de espinafre

Muitos não sabem que, além de ser uma sobremesa, ele também pode ser reproduzido como um salgado! O cheesecake de espinafre é uma ótima dica para quem quer inovar e surpreender seus convidados.

Cheesecake de espinafre
Cheesecake de espinafre

Cheesecake de manga

Não poderia faltar uma versão com uma das frutas mais consumidas do Brasil! O cheesecake de manga é extremamente saboroso e aerado, além de ficar lindo na decoração de sua mesa.

Cheesecake de manga.
Cheesecake de manga

Cheesecake salgado

O cheesecake salgado pode ser servido como lanchinho da tarde ou como acompanhamento do seu prato principal. Além disso, essa alternativa saborosa conta com tomates cereja, ricota e folhas de manjericão.

cheesecake salgado
cheesecake salgado

Cheesecake de maracujá

O ingrediente principal desse cheesecake é o maracujá, que possui vários benefícios para a saúde, como a regulação dos níveis de açúcar no sangue. Essa sobremesa mistura o sabor doce do recheio com a acidez da fruta selecionada. Garantimos que fica uma delícia!

Cheesecake de maracujá
Cheesecake de maracujá

Cheesecake com caqui

O cheesecake com caqui é uma receita totalmente diferente das que estamos acostumados e contém uma fruta rica em vitaminas e antioxidantes. Essa é uma grande ideia para aqueles que gostam do fruto e buscam uma nova opção para utilizá-lo. 

Cheesecake de caqui.
Cheesecake de caqui

Cheesecake de geladeira individuais

Está com vontade de saborear uma sobremesa depois do almoço, mas não quer preparar nada muito grande? O cheesecake de geladeira individuais é a opção certa para você! Ele rende 6 porções e contém a quantidade perfeita para acabar com a vontade de comer aquele docinho.

Cheesecakes individuais
Cheesecake de geladeira individuais

Cheesecake marmorizado

O cheesecake marmorizado vai deixar os seus convidados de boca aberta. Com uma estética digna da culinária profissional, a sobremesa possui um sabor delicioso e aparência única, além de levar ricota e licor de cacau em sua receita.

Cheesecake marmorizado.
Cheesecake marmorizado

Cheesecake de cupuaçu

O cheesecake de cupuaçu é uma opção perfeita para resgatar a essência do nosso país e, ainda por cima, variar no sabor. A fruta, típica da Amazônia brasileira, é rica em vitaminas e sais minerais, e possui sabor ácido e perfume marcante. 

Cheesecake de Cupuaçu
Cheesecake de Cupuaçu

Cheesecake de morango com brownie

Por fim, o cheesecake de morango com brownie é a melhor indicação para aqueles que são chegados no bolo cremoso e procuram novas receitas para fazer com ele. Assim, a junção do chocolate meio amargo com a geléia de morango vai dar um sabor especial para a sua sobremesa.

Cheesecake de Morango
Cheesecake de Morango com brownie