Como e por que fazer uma horta na sua casa!


Geralmente as pessoas se tornam “pais” e “mães” de plantas, pelas vantagens que elas trazem à decoração da casa. Com certeza, a calma e o frescor que elas proporcionam para o ambiente é o grande lucro de criar uma área verde em casa. Mas você já pensou em subir de nível? Venha com o AnaMaria Receitas descobrir como e por que você deve fazer uma horta na sua casa e torne a sua família de plantas ainda mais diversa e divertida!

Alimentação orgânica e saudável

A primeira vantagem em ter uma horta em casa é pelos benefícios que ela proporciona à nossa saúde física. Você sabia que o Brasil é um dos países que mais utilizam agrotóxicos na agricultura comercial? Mesmo que seja positivo para a produtividade dos alimentos e para o lucro do comércio nacional, os agrotóxicos podem ser bem venenosos para a nossa saúde. 

De acordo com o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos, grande parte dos alimentos que consumimos no nosso dia a dia estão contaminados de pesticidas não autorizados pela Anvisa. Em um relatório produzido pela Anvisa em 2011, 36% dos praguicidas utilizados eram irregulares e, acredite ou não, esse número apenas aumentou. Existem diversas maneiras de fugir desses venenos e manter uma alimentação orgânica, uma delas é fazer uma horta na sua casa. Afinal, você pode usar diversos tipos de fertilizantes naturais da sua preferência e cultivar os alimentos do seu gosto (e carinho). 

Fora isso, ter acesso à alimentos naturais dentro da sua casa é uma maneira muito mais fácil de conseguir bons nutrientes na sua alimentação. Os alimentos orgânicos que saem direto da sua horta contém antioxidantes, ótimos para melhorar seu sistema imunológico. 

Horta como terapia

Hobbys ao ar livre trazem mais felicidade/ Foto: Pixabay

Fora os benefícios para a nossa saúde física, ter uma horta dentro de casa pode ser bem positivo do ponto de vista psicológico. Segundo um artigo produzido pela Royal College of Physicians em Londres, diversos estudos foram feitos para desvendar os efeitos que a natureza e o cultivo de alimentos têm na nossa saúde mental. 

Em um deles, realizado no Japão,  mostrou alterações em exames cerebrais depois que os participantes do projeto passaram alguns momentos apenas observando a natureza. Tais alterações identificaram diminuição de estresse, raiva, batimentos cardíacos e tensão muscular. Ou seja, a natureza pode ser mais relaxante do que parece, mesmo que seja vista apenas pela janela. 

Mas não é apenas o visual das plantas que trazem tranquilidade para o nosso corpo. O estudo britânico também relacionou o bom-humor com as substâncias químicas que as plantas exalam. Mesmo que não seja cientificamente comprovado, há algum mistério por trás dessas moléculas que de fato trazem a sensação de bem estar para a nossa vida. 

Para além dos benefícios psicológicos, um estudo australiano concluiu que fazer jardinagem pode ser mais eficiente do que caminhadas, jogos de lógica e reduzir a quantidade de álcool no corpo na prevenção de demência. Ou seja, além de te deixar mais calmo e feliz, a natureza também contribui para a longevidade da sua vida. 

 

No entanto, produzir uma horta na sua casa ou apartamento pode parecer uma tarefa difícil. Mas não há motivos para desistir. O AnaMaria Receitas trouxe algumas dicas para te guiar nesse processo e garantir que você tenha todos os benefícios que a horta pode trazer para você!

Por onde começar?

Escolha os recipientes/Foto: Pixabay

Comece escolhendo suas plantinhas de maior interesse, para isso, pense no que você gosta de comer e pesquise para saber se você consegue criar esse alimento em na sua casa. A partir daí você já consegue fazer um plano de ação para deixar a horta o mais prático possível para a sua rotina. 

Uma dica muito boa para os iniciantes é: começar com mudinhas. Diferente das sementes, as mudas são mais fáceis de vingar, sem contar que te incentivam a continuar o hobby, já que elas se desenvolvem mais rápido. Depois você poderá fazer uma plantinha do zero (ou da semente, no caso). 

Seja em casa ou apartamento, é muito importante pensar em um lugar com onde tenha acesso à luz natural do sol. E lembre-se: dependendo de cada plantinha, a quantidade de luz altera.

Outra coisa a se pensar é onde plantar suas mudas. Se você tiver um jardim, separe a terra e prepare-a para que ela fique bem fofa. Já em apartamentos existem diversas opções: 

  • Potes ou vasos são ótimos para quem tem pouco espaço, além de que permitem a divisão entre as plantinhas, para que cada uma tenha seu cuidado específico.
  • As jardineiras são um pouco mais espaçosas e permitem que você plante mais de uma muda no mesmo recipiente, mas cuidado, algumas plantas não se dão bem com outras. 
  • Garrafas pet podem ser uma opção sustentável e econômica. Mas é necessário limpá-la bem antes de colocar a terra e fazer furinhos no fundo da garrafa para que a água escorra facilmente. 
  • Jardim vertical é perfeito para quem não tem muito espaço, além de ser uma bela decoração. Só tome cuidado ao instalar e tenha certeza de que a parede escolhida tem contato com o sol. 

Com tudo isso em mente, está na hora de organizar a sua rotina com a horta. Obviamente nem todo mundo consegue se dedicar em tempo integral à plantação. Por isso, saiba quais são os cuidados necessários com a sua plantinha e encaixe isso ao seu cronograma diário. Com o passar do tempo, cuidar da sua horta vai ser cada vez mais natural. 

Preocupe-se com o adubo

Algo bem legal de pensar também é sobre adubagem. O adubo é usado para dar às plantas nutrientes naturais. Ele é composto por restos de comidas e excreção de animais (por isso que em algumas plantações o cheiro pode ser um pouco desagradável). Algumas lojas de jardinagem vendem os adubos prontos, mas você pode muito bem fazer o seu. Isso torna a sua casa ainda mais sustentável, uma vez que diminui a produção de lixo. 

E claro, são diversas informações importantes que você deve saber para que a sua horta fique saudável e forte. Para que você consiga saber de tudo que você precisa de uma maneira fácil e confortável, procure páginas e grupos de pessoas que também cultivam em casa nas redes sociais. Assim você pode conhecer mais sobre o seu hobby e criar um novo círculo social com pessoas que têm o mesmo interesse que você. 

Agora que você já sabe como e por que fazer a sua horta em casa, que tal separar essa receitinha de macarrão com tomate cereja e ervas para fazer quando suas mudinhas estiverem prontas? Prometo que vai ficar delicioso – ainda mais que os ingredientes serão cultivados por você!

Macarrão com tomate cereja e ervas
Macarrão com tomate cereja e ervas