Mileide Mihaile relembra 1ª lembrança culinária da infância


Na cozinha, os pratos são bem mais do que uma combinação de ingredientes. Qualquer receita pode se transformar em algo profundo, que expõe narrativas e revela segredos que passam de geração em geração. Nesse lugar, as memórias afetivas surgem a cada aroma e dão espaço a histórias singulares de quem as prepara.

Em um convite irresistível aos sentidos, o quadro ‘Sabores que contam histórias’, do AnaMaria Receitas, adentra o universo gastronômico e traz a influenciadora digital Mileide Mihaile, capa da Revista AnaMaria, para visitar a nossa cozinha e nos contar um pouco mais sobre a sua relação com a culinária e o quanto isso ajuda na união da família. Confira!

Primeira lembrança culinária da infância

Mileide conta que a primeira coisa que vem à sua mente é o prato Galinha Caipira, que costumava ser feito sempre no almoço. “É a minha cara, é a cara da minha mãe e é uma das nossas receitas favoritas, típica não só do Maranhão, mas do Nordeste inteiro”, comenta. A galinha caipira, diferentemente do frango criado em granja, possui carne mais firme, que proporciona uma mastigação mais lenta. Além disso, a receita leva diversos temperos e, em alguns casos, até farinha de mandioca.

Uma forma de preservar a cultura familiar

A culinária, assim como outras tradições familiares, é uma manifestação cultural que diz muito sobre a história das pessoas. Dessa forma, um modo de manter isso vivo é fazendo com que as novas gerações conheçam o preparo do alimento e entendam a sua importância.”Tenho essa lembrança de todo mundo se juntando à mesa, conversando e dando um pouco de opinião quanto ao preparo da galinha, e tento sempre preservar isso. Hoje, repasso para o meu filho e para quem convive conosco”, relata a influenciadora.

Aromas que despertam memórias

A memória olfativa, de acordo com especialistas, é uma das mais duradouras, ultrapassando, até mesmo, a capacidade da visão e audição de reter referências. “Eu lembro que eu chegava da escola, na hora do almoço, e meus avós estavam sempre passando um cafezinho. Então, o aroma do café me traz memórias dessa época, do café tarde dos meus avós”, conta Mihaile. Isso acontece, pois, quando sentimos os aromas, ativamos o sistema límbico, diretamente ligado às emoções, ao humor e à memória.

Relação da culinária com momentos felizes

Além de ser uma necessidade biológica, a alimentação também atua na forma como nos relacionamos com os outros. Para Mileide Mihaile, seus momentos mais especiais sempre acabam se relacionando à comida: “Toda vez que vamos nos reunir, sempre estamos à mesa. No final do ano, por exemplo, todas as confraternizações giram em torno do comer e beber. Então, isso me traz à memória todas as ocasiões mais felizes da minha vida”.

Leve as crianças pra cozinha: biscoitos de Natal


Não existe decoração de natal mais incrível do que biscoitos temáticos. Até porque, além de lindos, eles são deliciosos e deixam sua casa com um cheiro maravilhoso! Sem contar que a decoração dos biscoitos pode ser uma atividade para a família toda.

Para te ajudar nessa missão, o AnaMaria Receitas separou dicas e receitas de biscoitos incríveis para você deixar sua casa ainda mais natalina. Vamos lá?

Biscoitos de Natal

Foto de Mauro Holanda Biscoitinhos de Natal
Biscoitinhos de Natal

O biscoito de natal deve ser simples e saboroso. Não se preocupe em preparar uma receita complicada e cheia de detalhes, porque o glacê será o responsável por deixar tudo bem bonito. O AnaMaria Receitas te ensina a preparar esse biscoito fácil, gostoso e, o melhor de tudo, light.

Cookies de castanha do Pará

Cookies de castanha do pará
Cookies de Castanha-do-pará

Ainda no caminho da simplicidade, o Cookie de Castanha do Pará é uma opção mais sofisticada de biscoito de natal. O costume de comer castanhas nas festas do final do ano é bem comum no mundo todo e foi trazido para o Brasil pelos portugueses. Aprenda a fazer!

Glacê real para decoração

Glacê real
Glacê real

Para conseguir fazer uma decoração bem bonita e saborosa, o AnaMaria Receitas te ensina a preparar o glacê real. Ele é o mais utilizado em decorações de doces, devido à sua consistência firme e fácil manuseio. 

Para fazer as decorações natalinas, coloque corante em gel vermelho e verde. Contudo, tome cuidado: corantes de má qualidade podem alterar o sabor e a consistência do glacê. 

De qualquer forma, os biscoitos decorados podem ser um presente bem saboroso para sua família e amigos, além de proporcionar um momento bem divertido para a casa toda!

Um ato de amor: Presenteie com comida!


Quanto mais perto do Natal, a gente começa a sentir aquela ansiedade: tem gente para convidar, comida para fazer, montar a árvore… Enfim, é um verdadeiro desafio que deixa muita gente atarefada, assim como comprar presentes, não é mesmo?

Para quem ama presentes caseiros e feitos a mão, essa é a opção perfeita! Estas receitas vão alegrar a barriga de muitos, além de ser extremamente agradável ao seu bolso. Trouxemos várias ideias para que você presenteie seus entes queridos com comida neste Natal!

As lojas estão todas lotadas e os preços altos. Por isso, o AnaMaria Receitas trouxe uma solução perfeita para você e sua carteira. Confira!

Cookies natalinos

Cookies de castanha-do-pará
Cookies natalinos

Essa receita de Cookies Natalinos fica ainda mais linda em uma embalagem. E o melhor de tudo é que o presenteado vai acabar com as guloseimas em um piscar de olhos, então você não pode ficar de fora dessa! Veja como é simples e rápido de fazer.

Trança de amêndoas

Foto de Trança de amêndoas
Trança de amêndoas

Quem não gostaria de ganhar uma deliciosa Trança de Amêndoas igual a essa? Presenteie alguém que você ama com esse pão de nozes, que é sinônimo de começar o dia com o pé direito. Aliás, é uma demonstração de carinho e tanto, não é mesmo?

Panetone

Panetone
Panetone

Você pode, com certeza, comprar Panetone em qualquer mercado. Porém, que tal aprender uma maneira muito mais econômica e especial de ter essa sobremesa natalina na palma da sua mão? Além disso, a receita é bem fácil de fazer, mas o melhor de tudo é que sua casa ficará com aroma de panetone fresquinho por um bom tempo!

Torta-flã de maçã

Foto de Torta flã de maçã
Foto de Torta flã de maçã

Essa Torta Flã de Maçã superclássica vai durar bem pouco nas mãos de qualquer um. A sobremesa tem um sabor perfeito, além de um cheiro que exala a magia do Natal. Temos certeza que até você vai querer provar esse saboroso presente!

Pão de abóbora com coco

Pão de abóbora com coco
Pão de abóbora com coco

Outra opção de massa para você presentear qualquer familiar ou amigo é o Pão de Abóbora com Coco. A junção desses sabores é o melhor presente possível. Não fique de fora e prepare já essa maravilha em formato de pão!

 

Ceia para iniciantes: pratos descomplicados!


Com o natal se aproximando, muitos se desesperam em busca de maneiras fáceis e práticas de preparar a ceia, mas não sabem por onde começar. Então, pode manter a calma, pois o AnaMaria Receitas te ajuda a fazer um jantar delicioso e tradicional para as festas de fim de ano!

Peru recheado com farofa

Peru recheado com farofa e castanha
Peru recheado com farofa e castanha

Preparar um Peru de natal não é uma tarefa simples, ele exige um pouco mais de atenção e paciência do que pratos comuns. Porém, é uma oportunidade de aprender e encarar desafios na cozinha. Sem contar que o AnaMaria Receitas simplifica esse processo e te ajuda a preparar essa receita com calma e muito sabor!

Tender com frutas

Foto de Tender com frutas
Tender com frutas

Agora, sim, uma receita natalina simples que exige menos ingredientes e conta com um modo de preparo mais descomplicado. O tender, no entanto, é menor do que os outros frangos, então é importante ter em mente o número de pessoas que participarão da sua ceia. De qualquer forma, o AnaMaria Receitas te guia pelo processo para que você tenha um jantar delicioso!

Arroz de bacalhau 

Foto de receita de arroz de bacalhau da Ramona
Arroz de bacalhau

O Arroz de Bacalhau é um prato menos típico, mas muito gostoso e surpreendentemente simples de preparar. Os ingredientes são fáceis de achar e o modo de preparo é objetivo e claro. Temos certeza que todos vão se surpreender com o sabor desta receita deliciosa!

Arroz à grega com mussarela

Foto de receita de arroz à grega com mussarela
Arroz à grega com mussarela

E quando a sua missão for preparar o acompanhamento do prato principal, você não deixará a bola cair: prepare o Arroz à grega com Mussarela. É uma receita simples, que não exige tanta atenção como as outras, mas surpreende todos à mesa com um sabor divino!

Suflê gratinado de legumes

Foto de Suflê gratinado de legumes
Suflê gratinado de legumes

Uma opção vegetariana e fácil de preparar? Temos! Não tenha medo de diferenciar a mesa da ceia, ainda mais quando se trata de um prato saudável, vegetariano e delicioso. Veja como fazer esse suflê cheio de sabor com facilidade por meio do AnaMaria Receitas. 

Chocotone caseiro

Chocotone
Chocotone

Comprar um chocotone pronto é legal, mas fazer um do zero é incrível! Surpreenda sua família e amigos com essa sobremesa deliciosa. E não se preocupe, não é tão complexo quanto parece e, mesmo se fosse, o AnaMaria Receitas te ajuda para que a melhor sobremesa da mesa seja a sua!

Rabanada de panetone

Foto de Rabanada de panetone
Rabanada de panetone

Por último, mas não menos importante, trouxemos uma Rabanada de Panetone. Essa sobremesa envolve menos ingredientes e é mais simples de preparar, mas é tão saborosa quanto as outras. Turbine o panetone tradicional e transforme-o em um doce totalmente diferente e bem delicioso! 

Natal vegetariano: receitinhas inclusivas


O Natal está sempre relacionado a pratos que envolvem proteína animal. Seja peixe, frango ou carne, são essas as receitas mais tradicionais das ceias. Porém, nem todo mundo segue uma dieta carnívora e, por isso, o AnaMaria Receitas trouxe sugestões vegetarianas para a sua ceia ficar diversa, deliciosa e natalina!

Abobrinha recheada com proteína vegetal

Foto realizada pelo site Ana Maria da receita de abobrinha recheada com proteína de soja
Abobrinha recheada com proteína de soja

Muito saborosa e superfácil de fazer, a Abobrinha Recheada com Proteína de Soja é, basicamente, a receita sem carne que todo mundo procura para a ceia de natal! Veja como preparar este prato delicioso sem drama com o AnaMaria Receitas. 

Berinjela ao forno

Foto de berinjela ao forno
Berinjela ao forno

O Natal é uma data sobre união. E, por um acaso, existe algo melhor do que unir sabores incríveis e uma textura única em perfeita harmonia? Para isso, prepare a Berinjela ao Forno com AnaMaria Receitas e turbine a sua ceia com esta receita deliciosa. 

Escondidinho de carne de soja

Foto da receita de escondidinho de carne de soja e mandioquinha
Escondidinho de carne de soja e mandioquinha

Uma receita que imita o sabor e a textura da carne, mas sem utilizar proteína animal, é uma ótima opção para a sua ceia. Este prato leve, cremoso e cheio de sabor vai deixar a mesa inteira pedindo bis! Não perca tempo e venha aprender a fazer!

Bolinho de talo de espinafre e fubá

Foto de Bolinho de talo de espinafre com fubá
Bolinho de talo de espinafre com fubá

Um acompanhamento desses não é pouca coisa, viu? O sabor deste Bolinho de Talo de Espinafre com Fubá é incrível e, além de ser baratinho, é muito simples de preparar. Sem contar que é uma ótima receita para utilizar os talos do espinafre ao invés de descartá-los!  

Moqueca de palmito de pupunha

Moqueca de palmito pupunha
Moqueca de palmito pupunha

E para aqueles que acham que natal combina com peixe, que tal substituir a carne por palmito de pupunha? A Moqueca de Palmito Pupunha uma opção deliciosa e bem nutritiva – sem contar que o sabor continua parecido e a nova textura é incrível!

Suflê de espinafre e queijo

Foto de Suflê de espinafre e queijo
Suflê de espinafre e queijo

O suflê é outro clássico natalino e pode ser feito de diversas formas diferentes. O AnaMaria Receitas separou este de espinafre e queijo para você, pois, além de ser muito simples de preparar, o molho de queijo dá um toque especial para a receita!

Cuscuz vegetariano

Cuscuz Vegetariano
Cuscuz Vegetariano

Prato mais brasileiro impossível! Veja como preparar o clássico cuscuz, só que sem proteína animal, para a sua ceia ficar ainda mais deliciosa e diversificada com AnaMaria Receitas. 

Berinjela à parmegiana 

Foto de Berinjela à parmegiana
Berinjela à parmegiana

Por último, mas não menos importante, a Berinjela à Parmegiana é uma imitação perfeita da carne à parmegiana. Além de não conter carne, a receita é incrivelmente saborosa e muito mais nutritiva do que a opção com proteína animal. Veja o passo a passo completo no AnaMaria Receitas!

Culinária francesa: prepare essas receitas deliciosas!


Muitas pessoas não sabem, mas a culinária francesa está muito presente no dia a dia do brasileiro. São diversos pratos deliciosos que fazem parte dessa cultura e que o AnaMaria Receitas te ensina a preparar. Não precisa arrumar as malas para conhecer, apenas compre os ingredientes e coloque a mão na massa!

Crepes

Crepe de nutella com morango
Crepe de avelã com morango/ Acervo AnaMaria

Você sabia que o crepe é uma invesão francesa? Sempre muito bem vindo em vários eventos e restaurantes, agora você pode preparar esse prato delicioso em casa! Ah, e não esqueça, crepe é o nome que damos às panquequinhas doces. Os salgados chamamos de Galette.

Eclair 

bomba de chocolate
Bomba de chocolate/ Acervo AnaMaria

Também chamados de bomba de chocolate, os eclaires são pequenos bolinhos recheados com chocolate. A brincadeira da bomba é porque o recheio explode na boca, uma surpresa bem deliciosa!

Creme brulee

Creme Brûlée de Pêra e Maçã
Creme Brûlée de Pêra e Maçã/ Acervo AnaMaria

Quem já experimentou o creme brulee sabe o quão saboroso esse doce é. Essa criação francesa é bem especial, mas o AnaMaria Receitas deu um jeitinho de turbinar essa receita. Experimente o creme brulee de pera e maçã, acredite, é um caminho sem volta!

Sopa de cebola francesa

Sopa de cebola. (sobra da edição 413)

Uma sopa saborosa, prática e baratinha. Essa invenção francesa é perfeita para os dias frios. Prepare com a ajuda do AnaMaria Receitas e em poucos minutos o jantar estará servido!

Macaron

Macaron
Macaron/ Acervo AnaMaria

É difícil descrever esse docinho em palavras. Afinal, o que faz o macaron ser tão delicioso é sua textura leve e absolutamente viciante. Geralmente são vendidos a preços exorbitantes, então fazer em casa vale mais a pena!

Croissant

minicroissant
Minicroissant/ Acervo AnaMaria

O croissant é o verdadeiro pão francês. Os pãezinhos folhados amanteigados são leves e macios. Nessa receita, você escolhe o recheio e, francamente, qualquer coisa fica deliciosa com o croissant!

Ratatouille

Legumes ao forno.
Legumes ao forno/ Acervo AnaMaria

Lembra daquele prato do ratinho da Disney? Pois bem, depois do filme a receita francesa de legumes ao forno ficou ainda mais famosa. Você não precisa do Remy debaixo do chapéu para fazer esse prato delicioso!

Croque monsieur

Croque Monsier
Croque Monsieur/ Acervo AnaMaria

O misto quente francês também é uma ótima opção. Talvez o menos famoso da lista, o croque monsieur é um sanduíche bastante consumido no café da manhã. Faça suas manhãs mais europeias com esse lanchinho!

Glossário: aprenda termos diferentes da culinária!


Sabemos que a culinária nem sempre é fácil de entender. Por isso, o AnaMaria Receitas te ajuda com alguns termos específicos do mundo da cozinha para tornar o seu momento como chef o mais fácil possível! Veja a lista completa a seguir!

Letra A:

Abafar: tampar uma panela e deixar o alimento cozinhar pelo próprio vapor que formar;

Al Dente: um ponto de cozimento antes do alimento ficar mole. Usado em massas e legumes;

Aromatizar: utilizar o aroma de ervas e outros temperos para influenciar o sabor de um prato;

Assar: cozimento seco, utiliza-se o forno;  

Letra B:

Banho Maria: cozimento indireto feito com um recipiente em água quente ou fervente. Modo de preparo: encha um recipiente ou uma panela com dois dedos de água, deixe ferver e coloque outro recipiente com o alimento desejado tampado em cima dessa água.

Branquear: na culinária, branquear significa mergulhar alimentos em água fervente por poucos segundos e imediatamente transferir para um recipiente com água fria; 

Bouquet Garni: uma trouxinha feita de gaze ou pano com tomilho, salsa, louro, manjericão, entre outros ingredientes amarradas em maço usada para temperar cozidos e molhos;

Letra C:

Caramelizar: envolver algo em caramelo (mistura de açúcar e água levada ao fogo até virar uma calda dourada e grossa). Sinônimo de caramelar;

Claras batidas em neve: claras batidas com ou sem açúcar na batedeira até ficarem firmes;

Curar: tempo necessário para que um alimento em conserva fique bom para consumo; 

Letra D:

Dourar: fritar, grelhar, cozinhar ou assar até o alimento receber uma coloração dourada;

Deglacear: desprender gorduras e restos de cozimentos de uma panela, assadeira com algum caldo ou bebida;

Defumar: expor alimentos a fumaças para conservá-los e/ou mudar o sabor original do alimento; 

Letra E:

Empanar: na culinária, empanar significa fritar os alimentos banhados em ovo e farinha, criando uma casca crocante;

Emulsionar: bater dois líquidos insolúveis até os dois se juntarem;

Ensopar: cozinhar alimentos em molho no fogo baixo;

Escaldar: o mesmo que branquear

Espessar: tornar preparos menos líquidos por meio de ingredientes espessantes como farinhas e derivados. Sinônimo de engrossar;

Letra F:

Flambar: atear fogo a um prato com o auxílio da bebida alcoólica;

Fouet: na culinária, fouet dá nome ao utensílio de cozinha utilizado para bater claras;

Fritar: cozinhar um alimento em fogo alto e banhado em gordura; 

Letra G:

Gratinar: grelhar a parte de cima de um preparo no forno ou salamandra até dourar, ou ficar crocante;

Grelhar: cozinhar ou assar alimentos com o uso de uma grelha como em um churrasco, por exemplo;

Letra H/I:

Homogeneizar: misturar diversos ingredientes até se tornarem um só (homogêneos);

Infusão: mergulhar ingredientes sólidos em água quente a fim de extrair os sabores e benefícios medicinais;

Letra M/P:

Marinada: deixar alimentos de molho em uma mistura cítrica a fim de amaciar e dar sabor ao preparo;

Ponto de bala: coloque o caramelo ou calda em um recipiente com água gelada, junte a calda com a mão e se formar uma bolinha dura o ponto está correto;

Ponto de bala dura: o mesmo que o ponto de bala, porém um pouco mais duro, o suficiente para fazer um barulho semelhante ao de vidro, quando em contato com um prato;

Ponto de bolo: fure o bolo com um garfo ou um palito de churrasco, se o utensílio sair limpo o bolo está pronto;

Ponto de caramelo: derreta açúcar com água em uma panela até se tornar uma calda dourada;

Letra R

Reduzir: na culinária, reduzir significa diminuir a quantidade de líquidos na panela por meio da fervura sem tampa;

Refogar: fritar ingredientes com pouca gordura até ficarem macios ou dourados;

Regar: molhar o preparo com um caldo para pegar gosto e não ressecar;

Letra S/U:

Saltear: cozinhar com pouca gordura em fogo alto;

Selar: cozinhar superficialmente, fogo alto, pouca gordura, cria-se uma casquinha;

Sovar: amassar a massa em uma superfície lisa com farinha;

Untar: passar gordura em uma assadeira ou panela a fim de impedir que o preparo grude.

Culinária alemã: aprenda a fazer receitas deliciosas em casa


A culinária alemã é bem famosa em alguns lugares do Brasil, principalmente na região sul. E, com certeza, todo mundo já ouviu falar de alguns pratos alemães famosos no Brasil, como a Salsicha e o Bolo Floresta Negra. Mas a culinária germânica vai muito além disso. 

Se você quer experimentar, ou já conhece e quer reproduzir alguns pratos em casa, o AnaMaria Receitas separou 7 receitas alemãs deliciosas e muito fáceis de fazer. Abra o leque de possibilidades e prove comidas diferentes e cheias de sabor!

Chucrute tradicional

Chucrute
Chucrute

O chucrute é um acompanhamento clássico dos pratos alemães. Feito com base de repolho, ele é bem leve e cheio de temperos deliciosos. Como coadjuvante do prato principal, trata-se de um ótimo acompanhamento para carnes suínas. Inclusive, o cachorro-quente tradicional alemão leva chucrute em seu recheio. Aprenda a fazer essa receita prática e recheie seu hot dog com chucrute também!

Empada alemã

Empada alemã
Empada alemã

Por mais que a empada não seja um prato típico alemão, a Alemanha também tem seu jeito especial de preparar esse pastelzinho. Na verdade, não sabemos dizer exatamente onde foi criada a empada, mas sabe-se que em algum lugar da Europa alguém teve essa ideia brilhante – e deliciosa. Por isso, países como a Alemanha defendem suas versões de empadas com unhas e dentes. E se quiser experimentar a versão alemã, é só seguir o passo a passo do AnaMaria Receitas!

Torta de maçã alemã

Foto de Torta de maçã alemã
Foto de Torta de maçã alemã

A maçã é muito famosa na culinária germânica e, assim como a Branca de Neve, os alemães são grandes consumidores da fruta. Mas não precisa se preocupar, apenas a princesa da Disney come maçãs envenenadas. Essa torta aqui passa muito longe das mãos da Bruxa Má, tornando-se maravilhosa quando seguimos o passo a passo certinho. Veja como fazer no nosso site!

Pão doce alemão

Pão doce alemão
Foto de Mauro Holanda/Stöllen

E para quem acha que a culinária alemã é feita só de salsicha, mal sabe a quantidade de pães tradicionais que ela tem. São centenas de receitas clássicas e antigas de pães deliciosos e muito fáceis de fazer. Esse pãozinho doce com frutas foi o escolhido da vez. Contudo, diga-se de passagem, que até o Pretzel do shopping é receita alemã, ok? Experimente esse pão doce delicioso e nos conte o que achou!

Salada alemã

Foto feita para a revista AnaMaria, produção culinária: Irene Lopes, produção visual: Sonia Lopes. (São Paulo, 30/03/2004. foto: Ormuzd Alves)

Tradicionalmente, a salada de batata é um prato alemão. Perceba que essa versão não leva maionese, como a salada de batata que costumamos comer como acompanhamento. Pelo contrário, essa tem salsicha e mostarda, uma combinação para lá de alemã!

Strudel de maçã (e outros recheios)

Strudel de maçã
Strudel de maçã

O prato, originalmente austro-húngaro, é muito mais alemão do que qualquer coisa. Isso porque se trata de um clássico de restaurantes alemães, mesmo que não tenha nascido lá. Acontece que a proximidade dos países é grande, ainda mais antigamente, na época em que esse prato foi criado. 

Mas fora toda essa história, essa massa folhada é quase uma versão de croissant alemão. Tradicionalmente, a massa leva um recheio doce de maçã, no entanto, diversos outros recheios são muito bem aceitos. O AnaMaria Receitas mesmo tem a sua versão de strudel de berinjela, um ótimo aperitivo!

Cuca

Foto de Cuca vermelha
Foto de Cuca vermelha

Por mais que a cuca de banana ou de tapioca seja bem abrasileirada, o bolinho nasceu em terras germânicas, viu! A mistura de massa de pão e massa de bolo é perfeita para o cafezinho da tarde, só que numa versão mais luxuosa – já que é um prato europeu, né? Aprenda a fazer essa cuca de frutas vermelhas e sinta o sabor alemão!

Aprenda a fazer culinária italiana em casa!


Você sabia que a culinária italiana é a mais famosa do mundo? Afinal, praticamente em todo lugar que você vai há um restaurante italiano – sem contar que todo mundo gosta de pelo menos algum prato da cozinha italiana, né? Mas saiba que ela vai muito além da pizza e das massas tradicionais.

O AnaMaria Receitas separou 10 receitas diferentes e absolutamente deliciosas para você inovar no cardápio italiano da sua casa. Então, confira na sequência curiosidades e o passo a passo completo desses pratos cheios de sabor!

Bruschetta

Em sua origem, a bruschetta era um prato mais humilde, feito com pão velho e outros ingredientes mais baratos. Hoje, porém, tratamos esse petisco como uma entradinha bem sofisticada – e muito simples de fazer. 

Essa bruscheta que escolhemos é feita com mussarela de búfala, azeite, tomate, alho e manjericão. Muito fácil de preparar, sendo um aperitivo bem elegante. 

Bruschetta de tomate e mussarela de búfala (1)
Bruschetta de tomate e mussarela de búfala (1)

Risoto

O risoto é um prato tradicional para os dias frios, justamente por ser servido bem quentinho. Muitas pessoas gostam de adicionar alguma proteína, como carne ou presunto ao prato, tornando tudo ainda mais delicioso.

Para você experimentar, o AnaMaria Receitas escolheu o risoto marguerita, uma receita duplamente italiana e absolutamente deliciosa. Além disso, ela é vegetariana!

Foto de Risoto marguerita
Foto de Risoto marguerita

Arancini

Criado na Sicília, o Arancini nada mais é do que uma coxinha de risoto. Crocante e saboroso, esse bolinho italiano geralmente leva queijo em seu recheio, o que torna tudo ainda mais gostoso. Sem contar que ele pode ser de diversos sabores – tudo depende do tipo de risoto que você utilizar no recheio.

Arancini
Arancini

Ossobuco

O ossobuco é um corte da carne de boi ou bezerro, que fica na região da canela do animal – por isso o nome. Por ser bem próximo ao osso, a carne é bem saborosa, mas seu cozimento pode ser desafiador. E, por mais que o prato italiano seja considerado uma carne menos nobre, o sabor e os acompanhamentos conseguem dar uma pitada de elegância. 

Vale ressaltar que essa receita é ainda mais especial, por ter sido uma das finalistas do nosso concurso “Sua receita de sucesso”. Acompanhado de risoto de manga e chips de mandioca, o passo a passo é fácil de seguir, tornando o resultado um verdadeiro banquete. 

Osso buco com risoto de manga e chips de mandioca
Osso buco com risoto de manga e chips de mandioca

Polpetone

O polpetone é um bolinho de carne italiana, que geralmente vem acompanhado de uma massa bem servida. A origem dele é parecida com a da bruscheta e, inicialmente, era uma receita que levava restos de carne e pão amanhecido. No entanto, seu preparo se modificou com o passar dos anos e, agora, ele é servido em diversos restaurantes italianos. 

Como sugestão, escolhemos esse polpetone recheado delicioso. A receita original sofreu algumas alterações com o tempo, e o recheio de queijo é uma delas. Essa mudança deu uma cremosidade a mais ao bolinho, tornando o prato ainda mais saboroso. 

Polpetone recheado
Polpetone recheado

Massas

A culinária italiana é recheada de massas incríveis. Provavelmente nem todas as receitas de macarrão foram criadas na Itália, no entanto, sabemos que os primeiros pratos de massa vieram de lá

No caso, esse penne alla vodka pode ter sido criado por um chef nova-iorquino, porém os documentos não são claros. O que sabemos, com certeza, é que essa receita não tem erro – sendo um ótimo acompanhamento para o seu polpetone.

Penne alla vodka
Penne alla vodka

Carpaccio

Inicialmente, o carpaccio é um prato composto por fatias superfinas de carne bem temperadas, servidas como aperitivo. No entanto, hoje a receita italiana pode ser feita com peixes, legumes e, até mesmo, frutas. 

Para dar uma mudada no carpaccio tradicional, o AnaMaria Receitas pensou nessa versão com abobrinha. Um prato vegano, saboroso e que cabe na dieta. Ele pode ser uma entradinha para o grupo ou um petisco saudável para você. Ou que tal colocá-lo na salada para dar um sabor ainda mais original? 

Carpaccio de abobrinha
Carpaccio de abobrinha

Pizza

Mais um dos pratos mais amados da Itália: a pizza. Na verdade, a ideia central da pizza foi construída pelos egípcios, que criaram um pão bem fino e circular. No entanto, quem aperfeiçoou a receita que conhecemos hoje foram os italianos da região de Nápoles. 

A pizza de marguerita é uma das mais tradicionais da história. Feita em homenagem à rainha Margherita, ela foi pensada na bandeira da Itália, com as cores branco, vermelho e verde, representados respectivamente pelo queijo, tomate e manjericão. 

Pizza marguerita
Pizza marguerita

Tiramisu

O tiramisu é uma sobremesa italiana muito leve e bem docinha. Feita com biscoitos de champanhe banhados em café. A receita original leva vinho marsala, no entanto, algumas versões podem levar rum. No geral, é uma sobremesa bem sofisticada e tradicional de restaurantes italianos. 

E mesmo sendo um doce bem elegante, você pode facilmente prepará-lo em casa. Veja a receita do AnaMaria Receitas e faça a sobremesa italiana de maneira rápida e deliciosa!

Foto de Tiramisù
Foto de Tiramisù

Cannoli

Como já dizia o capanga Clemenza, de “O Poderoso Chefão”: “Deixe a arma, pegue os cannoli”. Isso porque até a máfia italiana não resiste ao doce siciliano. Um canudinho leve, recheado por um creme docinho, é o que faz os italianos pedirem por mais. 

No entanto, você não precisa ir até a Itália para provar o canudinho mafioso. Experimente o doce com essa receita bem simples do AnaMaria Receitas. A gente garante: você não vai se arrepender!

Cannoli de creme
Cannoli de creme

Quais são os temperos essenciais para a cozinha?


A culinária tem vários truques que vamos aprendendo com a prática. Seja na temperatura certa da manteiga para um bolo ou no pré-aquecimento do forno para uma torta, toda receita tem seus truques. Entre eles, os temperos usados nos pratos são outra arte que começamos a dominar conforme iniciamos na cozinha. 

No entanto, assim como várias outras técnicas, temperar uma receita pode ser uma habilidade traiçoeira, afinal, há um equilíbrio ideal para que seu prato não fique temperado demais, nem de menos. Sem contar que ficar apenas no sal e pimenta, às vezes, pode ser bem sem graça. 

Por isso, o AnaMaria Receitas te ensina algumas técnicas de tempero e te mostra quais os temperinhos essenciais para se ter na cozinha! Chega de comida sem sal!

Como saber qual tempero usar?

O AnaMaria Receitas já te ensinou os temperos certos para cada carne. Isso já facilita bastante, mas é interessante ousar mais na cozinha e preparar pratos com temperos diferentes. 

A primeira dica é: experimente. Compre e prepare um prato fácil e rápido com novos temperos que você não costuma usar. Assim seu paladar já vai identificar com o que cada temperinho combina ou não. 

A segunda dica é focar nos que são mais versáteis. Não adianta comprar todos os temperos do mundo se você não for usá-los. Então, mesmo que eles demorem para estragar, prefira optar por aqueles que você gosta e combinam com mais de um prato. 

Alguns temperos diferentes para se ter na cozinha

Observação: sal, pimenta, alho e cebola já são obrigatórios. Se você não os utiliza, está na hora de cozinhar mais! 

Cúrcuma: 

Também conhecida como açafrão da terra, a cúrcuma é uma planta de raízes com uma cor de laranja bem forte. Esse tempero conta com o efeito antioxidante e pode ser usado como cosmético anti-acne por ser antibactericida também. Já a cúrcuma em pó pode ser utilizada para temperar sopas, legumes e carnes, mas você pode experimentá-la na preparação do arroz. 

Colorau (Urucum): 

O colorau, antes de se tornar temperinho de cozinha, era usado pelos grupos indígenas como tinta para as pinturas corporais. Depois de algum tempo ele foi incorporado como um tempero suave e adocicado de carnes, frangos, peixes e sopas, além de ser um ótimo corante natural. 

Temperinhos especiais/ Foto: Pixabay

Cominho: 

É um tempero muito comum em alguns países da África como o  Egito, na Ásia e no Oriente Médio. Como ele tem um sabor forte, o aconselhado é usar apenas uma quantidade bem pequena na ponta da faca. Use durante a cocção de carnes e frangos. 

Alecrim: 

O alecrim (o verde mesmo, não o dourado), é uma planta aromática, perfeito para dar um sabor diferente aos seus pratos. Diferente dos outros temperinhos, ele pode ser servido junto com a comida e completar na apresentação visual do prato. Desde batata frita, até tortas e carne vermelha, o alecrim é uma boa pedida. 

Cebolinha: 

Muito conhecida e utilizada na culinária Asiática, a cebolinha é um temperinho muito simples de fazer. É importante utilizá-la fresca para que seus benefícios sejam aproveitados. O sabor dela pode se tornar forte, tudo depende da quantidade de cebolinha adicionado a receita. Esse tempero combina bem com risotos, saladas, refogados, carnes, frangos, patês, sopas e outros diversos pratos diferentes. 

Cebolinha/ Foto: Pixabay

Louro: 

Por mais que ele seja uma folha, o seu consumo não é direto. Ele dá sabor e aroma para caldos, molhos e sopas, mas geralmente é retirado antes de servir. Seu uso mais comum é no feijão. 

Manjericão: 

Essa folha aromática é muito famosa por sua participação na pizza de marguerita. Mas além disso, a folha pode ser usada em macarronadas, molhos, caldos, sopas, saladas, tortas, ao lado de queijos e às vezes em bebidas. 

Páprica: 

A páprica é um tempero laranjinha muitas vezes confundido com o colorau. Porém, diferente dele, sua adição na receita deve ser feita depois do processo de cocção, uma vez que depois de um tempo de cozimento seu sabor pode ficar mais amargo. Então adicione a páprica depois que seu peixe, frango, molhos, carne, tortas e legumes já estiverem cozidos. 

Coentro: 

Geralmente o coentro é visto como uma folha simples, mas é possível também usar suas sementes. Ele é um tempero que pode ser forte, mas é sobre dosar bem a quantidade e essa folhinha vai dar um toque especial em seus molhos, peixes, saladas e frutos do mar. 

Semente de coentro também é usada para temperar/ Foto: Pixabay

Noz moscada:

A noz moscada é um coringa e, para quem gosta, ela vai para a lista de temperos essenciais. Em salgados você pode utilizá-la em sopas, cremes, molhos e caldos. Já em sobremesas, tortas, biscoitos, bolos e frutas frescas recebem muito bem.