Receitas práticas para iniciantes na cozinha


Ao iniciar sua jornada na culinária, você descobre um universo vasto de sabores, aromas e texturas. Nessa aventura, não só se dedica à preparação de alimentos, mas também explora uma forma de arte, expressando sua criatividade e nutrindo não apenas o corpo, mas também a alma.

Inicialmente, pode parecer desafiador, com tantas receitas, ingredientes e técnicas para dominar. No entanto, à medida que você se aprofunda nesse mundo, percebe que pode aprimorar suas habilidades culinárias com prática, paciência e experimentação.

Uma das vantagens de começar a cozinhar é a liberdade que você tem para experimentar. Você pode seguir uma receita prática à risca ou improvisar com os ingredientes disponíveis. Ao explorar diferentes temperos e ajustar as quantidades conforme seu paladar, você pode criar pratos únicos que refletem sua personalidade e herança cultural.

Além disso, a culinária é uma atividade que pode ser compartilhada com outras pessoas. Desde preparar uma refeição simples para a família até organizar um jantar elaborado para os amigos, cada momento na cozinha se torna uma oportunidade de conexão e celebração.

Então, se você está considerando iniciar sua jornada na culinária, não hesite em dar o primeiro passo. Para te auxiliar, o AnaMaria Receitas traz receitas práticas e deliciosas para você testar!

Torta de frango de liquidificador

Uma receita prática e rápida, onde uma massa simples de liquidificador é recheada com um delicioso refogado de frango, resultando em uma torta suculenta e saborosa.

Torta de frango de liquidificador
Receitas práticas para iniciantes na cozinha – Torta de frango de liquidificador

Bolo fácil de morango

Um bolo simples e irresistível, feito com uma massa macia e fofa, coberto com uma camada generosa de morangos frescos e chantilly, perfeito para qualquer ocasião especial.

Bolo fácil de morango
Receitas práticas para iniciantes na cozinha – Bolo fácil de morango

Macarrão de forno fácil

Uma opção reconfortante e fácil de preparar, onde o macarrão é cozido e misturado com um molho de tomate saboroso, coberto com queijo derretido e assado até ficar dourado e borbulhante.

Macarrão de Forno Fácil
Receitas práticas para iniciantes na cozinha – Macarrão de Forno Fácil

Arroz de forno 

Uma maneira prática e deliciosa de servir arroz, onde o arroz cozido é misturado com legumes, carne ou frango, coberto com queijo e assado no forno até ficar quente e gratinado.

Foto de receita de arroz de forno superprático
Receitas práticas para iniciantes na cozinha – Arroz de forno superprático

Pavê tricolor

Uma sobremesa clássica e elegante, composta por camadas alternadas de biscoitos, creme e frutas, montadas em um piscar de olhos e perfeitas para impressionar os convidados.

Pavê tricolor superfácil
Receitas práticas para iniciantes na cozinha – Pavê tricolor superfácil

Veja também dicas e truques para facilitar sua vida na cozinha! 

Desvendando os mistérios dos temperos


Os temperos são fundamentais na cozinha, desempenhando um papel crucial em todas as etapas do processo culinário. Desde intensificar o sabor dos ingredientes até criar uma profundidade de sabor envolvente, os temperos são uma parte essencial da culinária.

Ao adicionar uma pitada de pimenta, uma colher de chá de alho picado ou um ramo de ervas frescas a um prato, os temperos têm o poder de elevar uma refeição simples a uma experiência gastronômica memorável. Eles são como a paleta de um pintor, permitindo que os chefs criem uma variedade de sabores, aromas e sensações.

Além de simplesmente intensificar o sabor, os temperos têm um papel fundamental em equilibrar os sabores de um prato. Eles podem adicionar acidez, doçura, picância, amargor ou umami, garantindo que todos os elementos se complementem harmoniosamente e criem uma experiência gustativa equilibrada.

Mas os temperos não se limitam ao paladar; eles também contribuem para a saúde. Muitos temperos possuem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e medicinais, que não apenas aprimoram o sabor, mas também promovem o bem-estar do corpo. A cúrcuma, por exemplo, é conhecida por suas propriedades anti-inflamatórias, enquanto o gengibre pode auxiliar na digestão.

Além disso, os temperos têm o poder de evocar memórias e emoções. O aroma de um tempero específico pode transportar alguém de volta à infância, relembrando momentos felizes e confortáveis associados à comida caseira preparada com carinho.

O AnaMaria Receitas fez uma seleção das melhores especiarias para você aprender a como usar cada uma delas na cozinha!

  • Alho: O alho é um tempero muito versátil e amplamente utilizado na cozinha. Pode ser usado fresco, picado ou em pó para adicionar um sabor distinto e aroma a pratos como molhos, sopas, refogados e marinadas.
  • Cebola: Assim como o alho, a cebola é um ingrediente fundamental em muitas receitas. Pode ser usada fresca, picada, em rodelas ou em pó para adicionar sabor e doçura a uma variedade de pratos, desde refogados até assados.
  • Pimenta-do-reino: A pimenta-do-reino preta é uma especiaria universalmente apreciada que adiciona um toque de calor e sabor a praticamente qualquer prato salgado. Pode ser moída na hora para liberar seu aroma e sabor máximo.
  • Pimenta vermelha: Para aqueles que gostam de um pouco mais de calor, a pimenta vermelha ou pimenta caiena pode ser adicionada a pratos como molhos, sopas e marinadas para dar um toque picante.
  • Cúrcuma: A cúrcuma é uma especiaria dourada e terrosa que é amplamente utilizada na culinária indiana e asiática. Além de adicionar cor aos pratos, a cúrcuma tem propriedades anti-inflamatórias e pode ser usada em curry, arroz, sopas e molhos.
  • Cominho: O cominho tem um sabor terroso e ligeiramente amargo e é comumente usado em pratos da culinária do Oriente Médio, mexicana e indiana. Pode ser usado inteiro ou em pó para temperar carnes, legumes, arroz e feijão.
  • Chimichurri: Esta mistura tradicionalmente contém salsa, alho, vinagre, azeite de oliva, orégano e pimenta vermelha esmagada. Algumas variações podem incluir ingredientes como tomilho, louro, pimentão ou até mesmo vinho branco. O chimichurri é uma combinação vibrante de ervas frescas, alho picante e acidez do vinagre, criando um molho versátil e delicioso.
  • Canela: A canela é uma especiaria doce e aromática que é frequentemente usada em pratos doces, como bolos, biscoitos e sobremesas, mas também pode adicionar profundidade de sabor a pratos salgados, como ensopados e curries.
  • Gengibre: O gengibre tem um sabor picante e refrescante e é amplamente utilizado na culinária asiática e indiana. Pode ser usado fresco, em pó ou cristalizado para adicionar sabor a pratos como sopas, refogados, marinadas e chás.
  • Manjericão: O manjericão é uma erva aromática muito popular na culinária italiana. Adiciona um sabor fresco e perfumado a pratos como massas, saladas, molhos de tomate e pesto.
  • Orégano: O orégano é uma erva aromática com sabor forte e ligeiramente amargo, frequentemente usada em pratos da culinária italiana, como pizzas, massas e molhos de tomate.

Você sabia que usar temperos pode ajudar a diminuir o sal nas receitas? Confira dicas aqui!

Dicas e truques para facilitar sua vida na cozinha


Cozinha prática: Preparar refeições diariamente pode ser uma tarefa cheia de desafios, embora seja um momento de criatividade e nutrição. Para muitas pessoas, começar na cozinha pode ser um pouco complicado.

Desde aprender a cortar os ingredientes corretamente até entender os diferentes métodos de preparo dos alimentos, há muitas habilidades a serem desenvolvidas.

Além disso, a vida corrida que levamos muitas vezes não nos deixa muito tempo para cozinhar. Isso pode dificultar o planejamento e a preparação de refeições saudáveis e caseiras. Também pode acontecer de certos ingredientes frescos ou específicos não estarem disponíveis na sua região, ou época do ano, limitando suas opções na cozinha.

Outra dificuldade é não ter os utensílios de cozinha adequados, como facas afiadas, panelas e utensílios de qualidade. O medo de errar ao cozinhar e a complexidade de algumas receitas também podem desencorajar muitos iniciantes na cozinha. Além disso, os custos extras de ingredientes frescos e de qualidade podem tornar a culinária caseira um pouco fora de alcance para alguns.

Procurando te ajudar no grande desafio que às vezes pode ser cozinhar, o AnaMaria Receitas separou dicas e truques que irão facilitar a sua vida e sua rotina com uma cozinha prática.

  • Organização da cozinha: Mantenha os utensílios, panelas e ingredientes mais utilizados em locais de fácil acesso na sua cozinha prática. Isso simplificará o processo de preparação das refeições.
  • Utilização de tábuas de corte coloridas: Opte por tábuas de corte de diferentes cores para carnes, vegetais e alimentos crus, a fim de evitar a contaminação cruzada.
  • Aproveitamento de sobras de alimentos: Planeje refeições que possam gerar sobras e reutilize esses alimentos em outras preparações. Por exemplo, sobras de legumes podem ser transformadas em um omelete saboroso ou adicionadas a uma sopa.
  • Congelamento de porções individuais: Congele porções individuais de sopas, molhos e alimentos cozidos para ter refeições rápidas e práticas nos dias corridos.
  • Uso de papel manteiga: Forre assadeiras e formas com papel manteiga antes de assar alimentos. Isso facilitará a limpeza e evitará que os alimentos grudem na forma.
  • Mantenha os temperos essenciais à mão: Tenha sempre à mão os temperos essenciais, como sal, pimenta, alho, cebola, azeite e vinagre, para dar sabor aos seus pratos sem complicações.

Truques para facilitar sua vida na cozinha

  • Congelar ervas frescas em azeite: Você pode picar ervas frescas e colocá-las em forminhas de gelo, cobrindo com azeite. Depois de congeladas, você terá cubos de ervas prontos para adicionar sabor aos seus pratos.
  • Utilize uma colher para descascar gengibre: Em vez de usar um descascador, você pode usar uma colher para raspar a pele do gengibre. Isso é mais eficiente e evita o desperdício.
  • Remova a casca do alho facilmente: Coloque os dentes de alho em uma tigela de metal e cubra com outra tigela. Agite vigorosamente por alguns segundos para soltar a casca dos dentes de alho.
  • Use um copo para descascar ovos cozidos: Quebre a casca do ovo cozido e coloque-o em um copo com um pouco de água. Cubra a boca do copo com a mão e agite vigorosamente. A casca sairá facilmente.
  • Congele molho de tomate em porções individuais: Coloque o molho de tomate em forminhas de gelo e congele. Depois de congelado, transfira os cubos de molho para um saco plástico e guarde no freezer. Você terá porções individuais de molho prontas para usar.
  • Use uma faca quente para cortar queijos macios: Mergulhe a lâmina de uma faca afiada em água quente antes de cortar queijos macios, como brie ou camembert. Isso ajudará a cortar o queijo sem que ele grude na faca.
  • Use um espremedor de alho para descascar cebolas: Corte a cebola ao meio e esfregue uma das metades na parte perfurada de um espremedor de alho. Isso ajudará a soltar a casca da cebola, facilitando o processo de descascamento.
  • Gostou das dicas? Veja também como preparar alimentos desidratados na Air Fryer!

Sandy e Ana Castela: o que fazer para superar um término?


Nunca é fácil lidar com o término de um relacionamento. Por mais que seja doloroso, porém, sempre acabamos tirando uma lição desses momentos difíceis. Assim como Sandy e Ana Castela, sempre existirá a fase do luto, afinal, era uma vida que estávamos acostumados a viver, sonhos que não deram certo… com o fim, é preciso lidar com isso. 

Neste momento, é importante focar no autocuidado e no amor-próprio, que devem prevalecer. Por isso, o AnaMaria Receitas te ajuda com algumas dicas que podem deixar o sentimento de término mais leve. A ideia, no fim, é que você passe por esse período delicado de forma saudável e menos sofrida possível, aprendendo a priorizar a sua saúde. Vamos lá?

Autocuidado também significa arrumar a casa

O autocuidado pode ser visto quando vamos à academia, cuidamos da pele, ou quando encontramos as pessoas que amamos. Mas, querendo ou não, a nossa casa faz parte do autocuidado, afinal, ninguém se sente bem em um ambiente sujo e bagunçado. 

Por isso, aos poucos, ocupe a cabeça com a arrumação de casa. Comece pela cozinha, limpando e organizando. Use produtos que deixem a sua casa cheirosa e que te deem vontade de levantar da cama. Se quiser dicas, o AnaMaria Receitas está cheio delas!

Companhia certa, mas no momento certo

Com o término de um relacionamento é normal se sentir solitário, ainda mais porque perdemos o(a) parceiro(a) que tínhamos do nosso lado, vivendo o dia a dia. Assim, que tal chamar seus amigos e familiares queridos para algum programa divertido? Este é o momento de dar atenção para quem sempre esteve com você!

Outra possibilidade é fazer um almocinho bem gostoso para todo mundo. Ou, até mesmo, organizar uma noite de vinhos e queijos com os mais chegados. Só não pode descontar a tristeza na bebida, hein? Converse e dê risada. A gente garante: logo menos, a dor vai passar. 

Distração pode fazer muito bem

Ter tempo livre é algo raro atualmente. Mas sabe que, neste momento, pode até ser bom? Isso porque a cabeça ocupada te coloca em outra perspectiva: apesar da tristeza, a dor uma hora melhor e a vida continua. Naqueles dias sem compromisso, experimente ver um filme ou ler um livro. Isso também mantém a mente ocupada e faz com que o seu momento sozinho seja bem mais positivo. 

Nossa outra sugestão para esses momentos é ir para a cozinha! Além de ocupar o tempo, sabemos que o ato de cozinhar pode trazer alívio para sintomas de ansiedade e depressão. Fora isso, não tem nada melhor do que aproveitar um bom prato que você mesmo preparou. Sentimento de missão cumprida e barriga cheia, sabe?

Tudo bem se sentir triste 

E, ao mesmo tempo que devemos ocupar a cabeça, é muito importante processar os sentimentos. Tudo bem não acordar disposto todos os dias, mas é essencial entender o que você está sentindo e encontrar uma forma de superar tudo isso. 

Para dias menos produtivos, o AnaMaria Receitas tem uma seleção de cafés deliciosos para você experimentar. Além de ser um alimento bem confortável e gostoso, a cafeína te ajuda a ter energia para viver os dias longos – e tristes – da melhor maneira possível!

Dicas de segurança para evitar acidentes na cozinha


Quando éramos crianças, a cozinha parecia um lugar bem limitado. Afinal, facas, fogão e forno eram itens proibidos. Conforme crescemos, porém, vamos descobrindo diversas formas de utilizá-las. Só que, mesmo para adultos, todo cuidado é pouco quando se trata de acidentes na cozinha.

O fato de termos altura e uma melhor coordenação motora ajuda, mas acidentes acontecem nas melhores famílias. A boa notícia que é muitos deles são completamente evitáveis – e vamos te dar algumas dicas aqui no AnaMaria Receitas. E elas valem tanto para os mestre cucas iniciantes quanto para quem já é fera na cozinha. Confira!

Tenha atenção

Essa dica parece óbvia, mas vale a pena ressaltar. É muito comum dividirmos a atenção enquanto cozinhamos, ainda mais quando o preparo de alguma comida é muito lento e monótono – como o caso do macarrão, que precisa ficar 10 minutos mergulhado. 

No entanto, só porque estamos entediados não significa que podemos ser multitarefas. Mantenha sempre um olho bem aberto durante o preparo da refeição, por mais chato que seja. Assim, você também tira um tempo para aquietar a agitação dentro da cabeça e começa a relaxar. Todo mundo sai ganhando!

Facas afiadas

As ferramentas inalcançáveis para as crianças são as mais utilizadas pelos adultos. No entanto, mesmo os mais responsáveis ainda podem se machucar com esse utensílio. 

Para isso, evite facas cegas, que exijam mais esforço para cortar, e sempre tome cuidado na direção que ela está cortando. Tire seus dedinhos preciosos da reta, afinal, ninguém quer pernoitar no hospital, não é mesmo?

Fritando com cuidado

Além dos boletos da casa, o óleo quente ainda é um dos maiores medos dos adultos modernos – não é à toa que criamos a AirFryer. Só quem teve algum acidente com óleo fervendo sabe o perigo que isso é. Assim, nunca jogue os ingredientes de forma descuidada na panela, pois ele pode espirrar e machucar de verdade. 

Em vez disso, use uma escumadeira de metal (as de silicone ou plástico podem derreter) para colocar os alimentos com cuidado- e sempre deixe a panela do óleo quente na boca de trás do fogão para evitar levar qualquer espirro. 

Se quiser ver como fritar sem espirrar óleo ou como fazer o descarte correto do óleo usado, acesse o AnaMaria Receitas!

Acidentes com a panela de pressão

Assim como o óleo quente, a panela de pressão também vai para a lista dos maiores medos culinários. Isso porque, se ela não for usada da maneira correta, o estrago pode ser bem grande. Afinal, como trabalha com pressão, algum desequilíbrio incomum pode fazer com que essa panela exploda.

Para que isso não aconteça, nunca abra a panela antes de tirar toda a pressão – em hipótese alguma. Fora isso, mantenha ela e, principalmente o pino, sempre limpinhos. Isso evita qualquer entupimento e, consequentemente, acidentes sérios. 

Panela de pressão
Panela de pressão/ Foto: Pixabay

Queimaduras

Se tem um item que separa meninos de donos de casa é ter uma luva térmica. Afinal, ninguém quer queimar a mão quando pega algo quente do forno, fogão ou, até mesmo, micro-ondas. 

No geral, a chance desse tipo de acidente é bem pequena. Contudo, não é nem um pouco agradável viver uma ou duas semanas inteiras com um ponto sensível na mão, né? Então, mesmo que o pano de prato seja um possível substituto, as luvas garantem proteção total da pele!

O que pode ir ao micro-ondas?

Isso aqui é o essencial de toda cozinha! Por mais que o micro-ondas seja um eletrodoméstico prático, se não tivermos cuidados, ele pode ser bem perigoso. Jamais coloque itens de metal e alumínio no aparelho, mesmo desligado. Prefira utensílios de cerâmica, pois até alguns plásticos podem ser danificados. 

Segurança para as crianças!

Se o seu filhote é curioso, cozinhar pode ser uma atividade bem interessante para ele. No entanto, sempre mantenha a atenção nos pequenos. A dica básica é deixar tudo de perigoso bem longe do alcance deles. E, quando quiser fazer uma receita bem ao estilo pais e filhos, opte por preparos mais simples e que não envolvam fogo ou utensílios cortantes. 

3 cuidados que você precisa ter para as suas panelas durarem mais


As panelas são os utensílios mais importantes da sua cozinha e, por isso, elas devem ter alguns cuidados especiais para evitar qualquer tipo de dano. Aliás, quando uma panela estraga, além de dificultar o uso dela, há o risco de contaminação dos alimentos. 

Para evitar qualquer problema, o AnaMaria Receitas fez esse guia de cuidados que você deve ter com suas panelas. Assim, elas duram muito mais tempo e seus alimentos são preparados com maior segurança. 

Antes do primeiro uso

Algumas pessoas acham que isso vale apenas para panelas antiaderentes, mas, na verdade, as de ferro e alumínio também podem receber esse tratamento. Chamada de “cura com óleo”, consiste em, basicamente, banhar a superfície com óleo com o intuito de firmar o revestimento da sua panela. 

Comece lavando a sua panela nova com delicadeza, usando o lado amarelo da esponjinha, além de detergente. Na sequência, adicione um pouco de óleo na panela e coloque no fogo por alguns minutinhos. Espere esfriar e lave novamente com a mesma parte macia da esponja. 

Se quiser ser ainda mais cuidadoso, repita esse processo uma ou duas vezes ao ano. Assim, sua panela ficará ainda mais lisinha e antiaderente. 

Durante o uso

As panelas de ferro devem ser aquecidas antes de qualquer preparo. Não precisa deixar muito tempo: 3 minutinhos no fogo alto já é o suficiente para evitar que os alimentos fiquem grudados

Já com as panelas antiaderentes, tome cuidado com as altas temperaturas. Evite preparar alimentos que precisem de muito tempo no fogo e – preste atenção –  jamais as coloque no forno. Se a sua panela ficar muito quente, a camada antiaderente pode ficar danificada, diminuindo suas propriedades e podendo, até mesmo, contaminar seus alimentos. 

Fora isso, em qualquer tipo de panela, prefira o uso de utensílios de silicone, madeira ou nylon. Utilizar talheres comuns pode arranhar a sua panela e, assim, prejudicar o seu funcionamento. 

Limpeza e conservação 

Assim como a limpeza do primeiro uso, use apenas a parte macia da esponja para lavar suas panelas. Outra dica fundamental: nunca lave a panela quente. Mesmo se tiver algum alimento grudado, melhor deixar de molho com água e detergente. Prefira lavar algumas vezes do que partir para a esponja de aço. 

Outra questão: panelas de ferro correm o risco de enferrujar. Para retirar a ferrugem, coloque a sua panela de molho com uma mistura de metade água e a outra metade vinagre. Deixe a submersa por algumas horas. Depois, retire e lave normalmente.

Não existem evidências que alimentos preparados nas panelas enferrujadas prejudiquem nossa saúde, contudo, a ferrugem pode degradar o seu utensílio. Para evitar ferrugens futuras, guarde sua panela sempre bem seca e faça a cura com óleo após retirar a ferrugem. 

Para todas as panelas, guardá-las com pedaços de papel toalha entre elas pode ser muito positivo. Isso porque o uso dele evita a absorção de umidade e diminui a chance de riscar o fundo delas.

O que preciso para montar uma cozinha? Veja nossas dicas


Cozinhar em uma cozinha incompleta não é nem um pouco motivador. Mesmo para fazer o básico, precisamos reunir alguns utensílios essenciais para que o local seja aproveitado ao máximo. Claro que existem alguns truques que substituem um ou outro utensílio, mas esses equipamentos foram criados para facilitar o preparo dos alimentos.

Por isso, o AnaMaria Receitas organizou uma lista completa de utensílios essenciais para a sua cozinha. Assim, você não precisa gastar com equipamentos que não são muito utilizados na culinária do dia a dia. 

Jogo de panelas com frigideira e panela de pressão

Com certeza o equipamento mais necessário para a sua cozinha é um jogo de panelas. Não se esqueça de incluir a frigideira e a panela de pressão. E, fique atento: se o seu fogão for de indução, veja quais panelas são feitas para ele. 

Caso não cozinhe em abundância, um jogo inteiro de panelas pode ser um exagero. Assim, prefira comprar duas fundas de tamanhos diferentes, além de uma frigideira e uma panela de pressão para preparos específicos. Faça as compras conforme a sua necessidade. 

Batedeira, liquidificador e mixer

Os utensílios usados para misturar também são importantíssimos. Principalmente se você prepara tortas, cremes e sobremesas. No entanto, se a grana estiver curta, o AnaMaria Receitas já te adianta que o liquidificador é o aparelho mais versátil. 

Faqueiro e tábua de cortes

Assim como as panelas, você não precisa de um faqueiro completo – daqueles com diversos tipos de facas que nem sabemos como usar. Vale escolher um conjunto simples, que sirva tanto para cortar legumes quanto carnes e pães. 

E junto com facas novas, a tábua de cortes também é interessante para a cozinha. Talvez não seja essencial, mas facilita o processo de picar os ingredientes e ajuda na organização da sua cozinha. 

Escolha as assadeiras certas
Escolha as assadeiras certas/ Foto: Pixabay

Assadeiras

São diferentes tipos de assadeira e cada uma tem um detalhe que pode te ajudar na cozinha. No entanto, para a cozinha básica, a assadeira de alumínio (formas convencionais) e a de vidro ou cerâmica são as mais utilizadas. O diferencial mesmo está no tamanho delas. Experimente comprar tamanhos e formas diferentes para preparos típicos ,como pudins, bolos, tortas e outras receitas. 

Processador, ralador e descascador

O processador é feito para picar, o ralador para ralar e o descascador, bom, obviamente para descascar. Os três são pequenos e, dependendo do tipo, conseguem ser baratinhos. São aqueles utensílios que, quando você tem, parecem fracos, mas com certeza fazem falta. Com eles, o trabalho na cozinha fica bem mais rápido e prático. 

Airfryer

Provavelmente o item mais caro da lista, mas é um investimento e não apenas mais uma compra. Com a Airfryer, o seu tempo na cozinha será otimizado, sem contar que fritar sem óleo é bem mais saudável. Trata-se de um utensílio bem versátil, substituindo alguns preparos e deixando tudo mais prático. Se tiver algum dinheirinho guardado, pense seriamente em comprar uma dessas. 

Quais são os temperos essenciais para a cozinha?


A culinária tem vários truques que vamos aprendendo com a prática. Seja na temperatura certa da manteiga para um bolo ou no pré-aquecimento do forno para uma torta, toda receita tem seus truques. Entre eles, os temperos usados nos pratos são outra arte que começamos a dominar conforme iniciamos na cozinha. 

No entanto, assim como várias outras técnicas, temperar uma receita pode ser uma habilidade traiçoeira, afinal, há um equilíbrio ideal para que seu prato não fique temperado demais, nem de menos. Sem contar que ficar apenas no sal e pimenta, às vezes, pode ser bem sem graça. 

Por isso, o AnaMaria Receitas te ensina algumas técnicas de tempero e te mostra quais os temperinhos essenciais para se ter na cozinha! Chega de comida sem sal!

Como saber qual tempero usar?

O AnaMaria Receitas já te ensinou os temperos certos para cada carne. Isso já facilita bastante, mas é interessante ousar mais na cozinha e preparar pratos com temperos diferentes. 

A primeira dica é: experimente. Compre e prepare um prato fácil e rápido com novos temperos que você não costuma usar. Assim seu paladar já vai identificar com o que cada temperinho combina ou não. 

A segunda dica é focar nos que são mais versáteis. Não adianta comprar todos os temperos do mundo se você não for usá-los. Então, mesmo que eles demorem para estragar, prefira optar por aqueles que você gosta e combinam com mais de um prato. 

Alguns temperos diferentes para se ter na cozinha

Observação: sal, pimenta, alho e cebola já são obrigatórios. Se você não os utiliza, está na hora de cozinhar mais! 

Cúrcuma: 

Também conhecida como açafrão da terra, a cúrcuma é uma planta de raízes com uma cor de laranja bem forte. Esse tempero conta com o efeito antioxidante e pode ser usado como cosmético anti-acne por ser antibactericida também. Já a cúrcuma em pó pode ser utilizada para temperar sopas, legumes e carnes, mas você pode experimentá-la na preparação do arroz. 

Colorau (Urucum): 

O colorau, antes de se tornar temperinho de cozinha, era usado pelos grupos indígenas como tinta para as pinturas corporais. Depois de algum tempo ele foi incorporado como um tempero suave e adocicado de carnes, frangos, peixes e sopas, além de ser um ótimo corante natural. 

Temperinhos especiais/ Foto: Pixabay

Cominho: 

É um tempero muito comum em alguns países da África como o  Egito, na Ásia e no Oriente Médio. Como ele tem um sabor forte, o aconselhado é usar apenas uma quantidade bem pequena na ponta da faca. Use durante a cocção de carnes e frangos. 

Alecrim: 

O alecrim (o verde mesmo, não o dourado), é uma planta aromática, perfeito para dar um sabor diferente aos seus pratos. Diferente dos outros temperinhos, ele pode ser servido junto com a comida e completar na apresentação visual do prato. Desde batata frita, até tortas e carne vermelha, o alecrim é uma boa pedida. 

Cebolinha: 

Muito conhecida e utilizada na culinária Asiática, a cebolinha é um temperinho muito simples de fazer. É importante utilizá-la fresca para que seus benefícios sejam aproveitados. O sabor dela pode se tornar forte, tudo depende da quantidade de cebolinha adicionado a receita. Esse tempero combina bem com risotos, saladas, refogados, carnes, frangos, patês, sopas e outros diversos pratos diferentes. 

Cebolinha/ Foto: Pixabay

Louro: 

Por mais que ele seja uma folha, o seu consumo não é direto. Ele dá sabor e aroma para caldos, molhos e sopas, mas geralmente é retirado antes de servir. Seu uso mais comum é no feijão. 

Manjericão: 

Essa folha aromática é muito famosa por sua participação na pizza de marguerita. Mas além disso, a folha pode ser usada em macarronadas, molhos, caldos, sopas, saladas, tortas, ao lado de queijos e às vezes em bebidas. 

Páprica: 

A páprica é um tempero laranjinha muitas vezes confundido com o colorau. Porém, diferente dele, sua adição na receita deve ser feita depois do processo de cocção, uma vez que depois de um tempo de cozimento seu sabor pode ficar mais amargo. Então adicione a páprica depois que seu peixe, frango, molhos, carne, tortas e legumes já estiverem cozidos. 

Coentro: 

Geralmente o coentro é visto como uma folha simples, mas é possível também usar suas sementes. Ele é um tempero que pode ser forte, mas é sobre dosar bem a quantidade e essa folhinha vai dar um toque especial em seus molhos, peixes, saladas e frutos do mar. 

Semente de coentro também é usada para temperar/ Foto: Pixabay

Noz moscada:

A noz moscada é um coringa e, para quem gosta, ela vai para a lista de temperos essenciais. Em salgados você pode utilizá-la em sopas, cremes, molhos e caldos. Já em sobremesas, tortas, biscoitos, bolos e frutas frescas recebem muito bem.  

Aprenda a fazer macarrão de beterraba!


Acho que todo mundo é fã de macarrão, né? Um prato bem fácil e prático de fazer além de ser incrivelmente saboroso. É a melhor escolha para almoços em família ou até aquela refeição rápida quando não há muitas outras opções em jogo. Mas você já experimentou o macarrão de beterraba?

Para quem quiser tornar essa receita ainda mais nutritiva, você pode usar a massa do macarrão de abobrinha! Assim, esse prato se torna uma opção valiosa para quem faz dieta e está no processo de emagrecimento. Também pode ser interessante para diversificar a rotina de comidas entediantes. 

Confira o passo a passo e você verá como é simples escolher uma opção saudável no seu dia a dia. Além de tudo, esse prato pode ser consumido quente, mas também é uma versão diferenciada de salada. Já está na hora de você ter um prato coringa desses no seu repertório. Veja a seguir!

Receita de macarrão de beterraba

Um prato diferente, saboroso, saudável e muito fácil de preparar. Você não ficará de fora, né? 

Ingredientes

400 g de massa longa tipo espaguete

1 beterraba grande cortada em fios  (dica: ela é encontrada pronta em supermercados) 

1/2 xícara (chá) de azeite

Sal e pimenta-do-reino a gosto

2 colheres (sopa) de salsa picada

1 xícara (chá) de mussarela cortada em cubos

Modo de preparo

Comece preparando o espaguete al dente. Desligue o fogo e acrescente a beterraba à água ainda com a massa. Misture rapidamente e escorra em seguida.

Feito isso, aqueça o azeite e doure o alho em uma panela. Misture o espaguete e a beterraba escorridos. Tempere com sal, pimenta e a salsa. Misture os cubos de mussarela. Transfira para uma travessa e sirva.

Receita de macarrão de abobrinha

Macarrão feito de abobrinha do AnaMaria Receitas
Macarrão feito de abobrinha do AnaMaria Receitas

E, para quem quiser deixar esse prato ainda mais diferente, una essas duas receitas e faça uma misturinha maluca (e deliciosa)! 

Ingredientes

3 Abobrinhas italianas

4 colheres (sopa) de azeite

1 Cebola em cubos

3 Tomates, sem pele e sem sementes, em cubos

Sal, pimenta-do-reino moída e orégano fresco a gosto

1/2 xícara de folhas de manjericão picadas

Modo de preparo

Corte a abobrinha em fatias bem finas no sentido do comprimento com uma mandolina (tipo de ralador). Depois, corte-as em tirinhas, como se fossem os fios de macarrão. Reserve.

Numa panela grande, aqueça uma colher de sopa de azeite e doure a cebola. Acrescente metade do alho e o tomate. Refogue e reserve.

Coloque a abobrinha reservada junto à panela do macarrão de beterraba. Refogue bem e transfira tudo para um prato. Cubra com o molho e decore com o manjericão. Sirva em seguida.

O molho de tomate junto ao queijo é uma combinação saborosa. No entanto, se for comer como salada talvez não seja uma boa ideia usar o molho de tomate gelado, afinal, o sabor pode mudar.

Batedeira, liquidificador ou mixer: qual utensílio comprar?


Na culinária, principalmente caseira, usamos muito a batedeira, o liquidificador e o mixer. Mas será que vale a pena investir em apenas um deles? Posso substituir um pelo outro? Veja as respostas para essa pergunta a seguir, com o AnaMaria Receitas

Liquidificador: bate tudo e mais um pouco

Uma peça chave para a sua cozinha é o liquidificador. Suas lâminas afiadas são ótimas para bater sucos, sopas, caldos, molhos e doces que levam ingredientes inteiros (verduras, legumes e frutas).  Quando queremos utilizar gelo ou algo congelado, o liquidificador é perfeito!

Porém, utilizá-lo para bater massas pode ser um pouco arriscado. Se quiser substituir a batedeira ou o mixer por ele, pode. Mas se atente à qualidade do produto e veja as restrições. Geralmente massas pesadas como as massas de pão não se dão muito bem com esse utensílio, mas tudo depende da marca e do liquidificador. 

Liquidificador/Foto: Pixabay

Mixer: prático e eficiente

Diferente do liquidificador, o mixer é um utensílio de cozinha menor, isso faz com que ele seja mais prático de lavar, usar e guardar. Suas lâminas também são afiadas então sabem cortar muito bem pedaços de frutas, verduras e legumes. 

O que faz a diferença  é a delicadeza do produto. O mixer é um pouco mais sensível, então receitas grandes não são indicadas para ele. O destaque do mixer é a aeragem, ou seja, ele traz ar para as massas, sucos e purês, deixando-os levinhos e cheios de espuminha.   

Ainda assim, se suas receitas são menores, ok, o mixer vai ser de grande utilidade. Mas para receitas maiores, o mixer não é muito eficiente.

Mixer/Foto: Pixabay

Batedeira: clássica e honesta

Aquele utensílio clássico de casa de mãe e avó, a batedeira é a escolhida quando o assunto é massa. Suas pás conseguem deixar massas leves e pesadas bem misturadas e com uma textura bem fofinha. 

No entanto, como suas pás não são lâminas, ela não corta pedaços. Uma limitação grande quando pensamos em massas com frutas. Mas é muito bem indicada, justamente pela leveza da máquina, em ser usada para bater massas de doces, clara em neve e até massa de pizza. 

Batedeira/ Foto: Pixabay

Afinal, qual utensílio é o melhor?

Acho que dá para perceber que o liquidificador é o mais versátil. Assim como o mixer, ele consegue aerar massas, cortar frutas e ainda comporta receitas grandes muito bem. No entanto, além de seu pequeno problema com massas pesadas, ele é menos prático quando o assunto é limpeza. 

Mesmo assim, se você quiser investir na sua cozinha e comprar utensílios um de cada vez, compre primeiro o liquidificador. A dica é investir em um de vidro, ele é mais pesado e pode quebrar, mas é mais fácil de limpar e dura mais do que a versão de acrílico. 

Receitas preparadas no liquidificador

Torta de liquidificador de limão

Uma sobremesa bem leve, saborosa e super simples de preparar. A torta de limão de liquidificador é aquele doce prático que todo mundo gosta e se delicia! Confira o modo de preparo no AnaMaria Receitas!

Mousse de laranja

Musse de liquidificador de laranja e chocolate
Musse de liquidificador de laranja e chocolate

Um doce levinho, refrescante e muito fácil de fazer. Esse mousse de laranja é bem diferente. O toque especial de chocolate é essencial e o liquidificador torna a receita bem prática. Com apenas 7 ingredientes você terá uma sobremesa deliciosa!

Pizza de liquidificador

Já pensou em fazer uma noite de pizza com os amigos, mas não tem a batedeira necessária? Agora seus problemas acabaram! Essa receita de pizza do AnaMaria Receitas permite que você prepare a massa no liquidificador. O resultado é um jantar bem saboroso e superprático!

Pão de queijo recheado

Pão de queijo recheado de liquidificador
Pão de queijo recheado de liquidificador

A maioria das receitas de pão de queijo pede que você misture os ingredientes com a mão. Por mais que soe divertido, quem já fez sabe que às vezes colocar a mão na massa faz uma bagunça! Por isso, experimente essa versão de liquidificador e não se arrependa!

Empadinha de liquidificador

Fácil, rápida e deliciosa. Essa empadinha é o salgadinho perfeito para reuniões em casa. Não precisa gastar dinheiro na padaria nem se preocupar com a sujeira. Confira o modo de preparo no AnaMaria Receitas!