Lancheiras divertidas: uma maneira saudável e criativa de incentivar a alimentação infantil

Confira aqui no AnaMaria Receitas uma maneira criativa e deliciosa para incentivar a alimentação saudável para os pequenos!

Manter uma alimentação infantil saudável e equilibrada pode ser uma tarefa difícil para os pais, principalmente porque muitas crianças não gostam ou não se interessam por alimentos saudáveis. Isso acontece por alguns motivos: muitas vezes seu filho não se sente confortável com um tipo de textura ou sabor, ou porque não teve estímulos desde cedo e não tem familiaridade com os alimentos. 

Publicidade

Isso pode refletir também, na hora do lanche da escola, afinal, só as mamães e papais que preparam a lancheira de seus filhos entendem como é decepcionante ver que os pequenos não comeram todo o lanche, quando retornam da escolinha. 

Mas, saiba que existe uma maneira para incentivar a alimentação infantil: com as lancheiras divertidas. Essa é uma estratégia criativa que você pode aderir para fazer seu filho se interessar pelos alimentos. 

Uma estratégia que funcionou para Designer de interiores Rayssa Moraes, dona no perfil do Instagram @lancheira_pratica_saudavel que chama a atenção de muitas mamães com as lancheiras superdecoradas. Ela nos contou um pouco sobre como essa preparação criativa dos alimentos funcionou para os seus filhos, e como você pode preparar uma lancheira divertida.

“É sempre importante levarmos esse momento do lanche a sério, parece bobo mas o momento do lanche é muito importante, então capriche sempre que puder. Afinal, estamos cuidando e nutrindo o nosso bem maior, que são nossos filhos.”, ressalta a mamãe Rayssa. 

Publicidade

A importância da alimentação balanceada na infância 

A infância é uma fase importante para a vida dos nossos pequenos, principalmente quando falamos de alimentação. Segundo a nutricionista infantil integrativa Juliana Michelle,  é nessa fase da vida que a criança precisa de uma alimentação saudável e equilibrada para que ela cresça com saúde e bem estar. “A alimentação balanceada, tanto na infância como na adolescência, fará com que a criança cresça e diminua o risco de doenças e carências nutricionais, que são responsáveis pelo bom desenvolvimento de suas atividades de rotina”, afirma.

A nutri ainda acrescenta que a educação nutricional, quando bem implantada na infância, faz com que essa criança aprenda a fazer boas escolhas durante toda a sua vida. “A fase da infância é um momento de grande aprendizado, e eu costumo dizer que comer é um ato aprendido. Toda criança pode e deve aprender a comer bem.”, conclui. 

As lancheiras divertidas como uma forma de incentivo alimentar para os pequenos

Para você que deseja encontrar uma maneira de seu filho se alimentar melhor, existem algumas saídas, e as lancheiras divertidas podem ser uma ótima opção para auxiliar nesse processo!

Publicidade

Essas lancheiras viralizaram no TikTok e Instagram devido a dedicação e criatividade dos pais, que transformam comidas simples numa grande decoração divertida. Essa inovação da alimentação é sucesso garantido para as mamães que desejam que seu filho coma todo o lanche. “No início, os lanches sempre voltavam praticamente intactos na lancheira, eu me frustrava. Foi daí que surgiu a ideia de enviar lanches mais elaborados e mais decorados, de uma forma prática, porém diferente aos olhos dele, porque, afinal, comemos com os olhos primeiro. E não é que deu certo? Fiquei apenas ajustando quantidade e hoje é sucesso a volta da lancheirinha!”, conta a mamãe Rayssa. 

As lancheiras divertidas como uma forma de incentivo alimentar para os pequenos. - Foto: Arquivo pessoal
As lancheiras divertidas como uma forma de incentivo alimentar para os pequenos. – Foto: Arquivo pessoal

Como preparar uma lancheira divertida?

Além de decoradas e bonitas, as lancheiras precisam ser deliciosas, por isso, é necessário adicionar alimentos que seu pequeno esteja acostumado a consumir em casa, assim não terá erro! E não se esqueça: para uma lancheira atrativa, invista em cores. Alimentos com cores chamativas devem estar presentes na lancheirinha, pois crianças são estimuladas por cores e formatos.  

Para introduzir alimentos saudáveis como frutas e legumes, você pode cortar as frutas em formatos divertidos e adicionar a lancheira. Pode preparar também, uma crepioca ou panquequinha e fazer uma “carinha” com as frutas. 

Publicidade

“Você pode escolher alguns acessórios para compor o lanche e deixar ele ainda mais divertido como, cortadores temáticos, garfinhos de bichinhos e olhinhos. Esses e outros acessórios você pode encontrar em casas que vendem produtos para festas ou em sites na internet”, acrescenta a Designer de interiores. 

Além disso, acessórios como guardanapos temáticos, forminhas coloridas, potes e lancheiras de personagens do gosto do seu filho, são uma maneira de atrair a curiosidade da criança para o alimento. Por isso, use e abuse da sua criatividade, com base nas coisas que o seu filho mais gosta!

Como preparar uma lancheira divertida? - Foto: Arquivo pessoal
Como preparar uma lancheira divertida? – Foto: Arquivo pessoal

O que adicionar?

Para uma lancheira completa, rica dos nutrientes que seu filho precisa, a nutri Juliana cita alguns grupos alimentares: “Segundo a Sociedade brasileira de Pediatria, é importante que uma lancheira tenha alguns grupos alimentares: frutas e vegetais, um tipo de carboidrato como pães, biscoitos caseiros e bolos caseiros; um tipo de proteína como queijos, leite e iogurtes, que são importantes para formação de novos tecidos, ossos e dentes”. Por fim, a nutri afirma que é importante incluir um líquido para manter a hidratação, já que as crianças perdem bastante líquido nas atividades escolares. Adicione sempre água além de sucos naturais ou água de coco.

Publicidade

Como opção, você pode preparar pães caseiros com beterraba para dar uma cor para o carboidrato. Prepare também, bolinhos de frutas com aveia, feitos em forminhas com formatos de desenhos que possam ser congelados, auxiliando na praticidade. Além disso, uma crepioca com massa tradicional e adicionar um legume que dê uma cor a ela, como uma cenoura, pode ser uma opção divertida.

Você pode adicionar frutas a essas fontes de carboidratos, e fazer rostinhos e formatos como citamos anteriormente, fica lindo e seu filho vai amar! 

Para isso, Rayssa deu uma dica importante: tire um tempinho do seu domingo, ou um dia mais tranquilo da semana e produza algumas porções de panquecas, bolinhos e pão de queijo. Você pode congelar e com isso vai garantir até 60 dias de lanches prontinhos! Isso traz uma praticidade e tanta para nós porque esses são alimentos que demandam mais tempo, e com eles já preparados, ajuda muito na hora da montagem da lancheira.”

Para manter a temperatura e a qualidade dos alimentos, Rayssa indica investir em potinhos e lancheiras térmicas. Outra opção mais econômica, é comprar gelos reutilizáveis. 

Caso seja uma comida quente, envie em papel alumínio que irá manter a comida gostosa até o momento em que a criança for comer. 

O que adicionar? - Foto: Arquivo pessoal
O que adicionar? – Foto: Arquivo pessoal

O que evitar?

Na correria do dia a dia, os pais podem optar por alimentos industrializados, justamente por serem mais práticos. Entretanto, existem alguns alimentos que você deve tirar da sua lista de compras: “Devemos evitar bolachas e biscoitos recheados, alimentos ultraprocessados cheios de açúcar e gordura saturada, refrigerantes e guloseimas. Lembrando que variar o cardápio é sempre a melhor opção, e quando necessário, escolha industrializados do bem.”, aconselha Juliana.

A lancheira criativa pode melhorar a relação do meu filho com a comida?

Elas não são apenas um rostinho bonito! As lancheiras divertidas podem ainda melhorar a relação do seu filho com a comida, sendo uma excelente ferramenta de aproximação e ainda, evitando a seletividade alimentar. “O processo de criação pode ser um momento social entre a família e isso trará excelentes resultados para a aceitação da criança. Os cortes divertidos que têm sido feitos nas lancheiras criativas despertam a curiosidade de experimentar os vegetais e as frutas ali dispostas”, completa Juliana. 

Ou seja, alimentos que antes seus filhos não aceitavam de jeito nenhum, com o uso dessas maneiras criativas do preparo do alimento, a criança pode se interessar pela comida. 

“Meu filho passou a aceitar frutas que ele não comia depois que comecei a enviar de forma lúdica. Então, comecei a introduzir de forma lúdica as refeições em casa, adicionando a fruta que ele não comia, até ele aceitar. Hoje ele come a fruta de qualquer formato.”, conclui Rayssa. 

A lancheira criativa pode melhorar a relação do meu filho com a comida? - Foto: Arquivo pessoal
A lancheira criativa pode melhorar a relação do meu filho com a comida? – Foto: Arquivo pessoal