A relação da alimentação com a retenção de líquido e como evitar esse desconforto

Se você sofre com a retenção de líquido sabe o tanto que os sintomas são incômodos. Por isso, venha conhecer as causas e como a alimentação pode ajudar com a prevenção desse inchaço! Foto: Pixabay

Provavelmente você já passou pela situação de tirar suas meias, ou alguma peça de roupa apertada, e se deparar com marcas deixadas pelo elástico ou detalhes da peça no seu corpo. Quem nunca passou por isso ou sentiu uma sensação de inchaço, que atire a primeira pedra! Afinal, isso acontece pela retenção de líquidos, que é o acúmulo excessivo de água entre as células do organismo, que apesar de incomodar, normalmente não é muito grave. 

Publicidade

Esse desconforto pode ser observado numa área em que muitas pessoas não gostaria, que é na região abdominal. Por isso, acabamos nos desesperando e recorrendo a métodos não saudáveis e ineficientes para eliminar o inchaço. Mas, você já se perguntou por que isso acontece? Será que é decorrente da sua alimentação? 

Para entender e resolver seu problema, o AnaMaria Receitas está aqui para te ajudar! Então continue lendo e descubra como acabar com esse inchaço de uma vez por todas! 

O que causa a retenção de líquido?

Antes de você saber como acabar com esse problema, é importante entender o que é e o que causa a retenção de líquido. 

Basicamente, a retenção de líquido ocorre quando há o acúmulo de líquidos nos tecidos logo abaixo da pele e seu corpo não consegue eliminar esses fluidos que estão em excesso. Normalmente, esses fluidos se acumulam em tecidos das pernas, abdômen, mãos e tornozelos. Isso explica a marca que fica no tornozelo quando tiramos a meia no fim do dia.

Publicidade

Segundo o Ministério da Saúde, muitas vezes esse inchaço está relacionado com a ingestão de alimentos ultraprocessados e ricos em sódio, como salsicha, presunto, temperos prontos, biscoitos, sorvetes, balas, macarrão instantâneo e salgadinho de pacote.

A ingestão de alimentos ultraprocessados é uma das causas do inchaço - Foto: Pixabay
A ingestão de alimentos ultraprocessados é uma das causas do inchaço – Foto: Pixabay

Além disso, a baixa ingestão de água, o consumo de bebidas alcoólicas, a falta de atividade física e ficar muito tempo sentado, podem contribuir ainda mais para esse sintoma. 

Normalmente o inchaço é por causas simples, entretanto, a nutricionista Izabelle Araújo, em entrevista para o Ministério da Saúde, ressaltou que a retenção de líquido também pode ser um alerta de que algo não vai bem no organismo. Por exemplo, o inchaço nas pernas e ao redor dos olhos pode ser um sintoma de doença nos rins, a retenção de líquidos nas pernas, barriga e pulmões podem ser sintomas de doenças cardíacas.

Publicidade

Por isso, sempre se atente aos sintomas, afinal, seu corpo fala! 

Quais os sintomas da retenção de líquido?

Se você nunca sentiu as pernas e pés inchados depois de um dia longo, ou o abdômen distendido, e marcas de pressão das roupas, como citamos anteriormente, então você é uma pessoa muito sortuda (e com uma rotina alimentar e de exercícios impecáveis). 

Além do inchaço corporal, a nutricionista Izabelle explicou ao Ministério da saúde que a retenção de líquidos pode causar desconfortos intestinais, dores corporais, estresse e agravamento da celulite, quando associados a alterações hormonais, principalmente nas mulheres. 

Publicidade

Alimentação como prevenção da retenção de líquido

Segundo o Ministério da Saúde, a ingestão adequada de frutas, verduras, leguminosas e oleaginosas contribui para evitar a retenção de líquidos, isso porque esses alimentos possuem substâncias antioxidantes e desintoxicantes. Além disso, as fibras são essenciais para combater os sintomas do inchaço, já que são nutrientes que colaboram para um bom funcionamento do intestino, assim como cereais integrais e chás diuréticos, 

O Ministério da Saúde recomenda os seguintes alimentos e líquidos:

  • Frutas: melancia, melão, e abacaxi por serem diuréticas e auxiliarem na eliminação de toxinas. Além do mamão, laranja e ameixa que são frutas ricas em fibras e são essenciais para o bom funcionamento do intestino;
  • Cereais: pão integral, pão de centeio, farelo de aveia, farelo de trigo e o arroz integral que  auxiliam na formação do bolo fecal e, juntamente com o consumo adequado de água e a prática de exercícios físicos, estimulam o funcionamento intestinal, evitando que a barriga fique dilatada. 
  • Vegetais verde-escuros: são ricos em magnésio e potássio, minerais que ajudam a combater o inchaço decorrente do excesso de sódio. 
  • Chás diuréticos: chá de boldo, hibisco e cavalinha, e o chá verde que possuem efeitos diuréticos e com isso, auxiliam na diminuição da retenção de líquidos;
  • Água de coco: um importante isotônico e diurético que vai ajudar a prevenir e combater o inchaço indesejado. 

Entretanto, vale lembrar que se os sintomas forem recorrentes, é importante procurar um especialista para investigar as causas e resolver seu problema. 

Publicidade